sábado, 4 de julho de 2020

Nota de Falecimento - Luiz Alberto Ibarra

          É com enorme pesar que comunicamos a passagem do irmão Luiz Alberto Ibarra, no auge de seus 90 anos. Nos solidarizamos com os familiares deste homem de fundamental importância para a cultura do Rio Grande do Sul.

           Natural de Uruguaiana, nascido em 03/02/1930, foi Engenheiro Agrônomo, Jornalista e Professor. Casado com dona Suely Laurindo Ibarra, o casal tem quatro filhos, três netos e uma bisneta. Sócio Fundador, Secretário do 1º Rodeio dos Poetas Crioulos e da 1ª Diretoria da Estância da Poesia Crioula.

          Foi Vice-Presidente da EPC na gestão dos Presidentes José Hilario Retamozo (1992-1994), Sérgio Padilha (2002-2004), Leo Ribeiro de Souza (2004-2006) e de Beatriz de Castro (2006-2008). Foi membro do Conselho Fiscal (2010/2012), do Conselho Deliberativo (2012/2014) e do Conselho de Honra (2016/2018 - 2018/2020). 

           No 56º Rodeio de Poetas Crioulos, em comemoração aos 55 anos de fundação da Estância da Poesia Crioula foi homenageado com a outorga da Medalha Vargas Neto. Antologias da Estância da Poesia Crioula: 1ª Ed. 1970, 2ª Ed. 1987, 1990, 1998, 2004, 2006, 2010 e 2011. Trabalhou na Emater e como professor atuou na PUCRS, Campus 2, Uruguaiana, nos Cursos de Agronomia, veterinária e Zootecnia. 2º tenente R/2. Patrono da 28ª Feira do Livro de Uruguaiana e Prêmio "Construir 2003".
Em sua residencia, sempre muito bem recebido, quando o entrevistei para o Eco da Tradição
          Ibarra foi redator da página “Tradição” do Diário de Notícias, e Correspondente do Jornal do Dia. Fundador do CTG “Patrulha do Oeste, em Uruguaiana do qual se originou o CTG Sinuelo do Pago, promotor da Califórnia da canção Nativa, sócio do “35″ CTG, desde 1948 e colaborou na fundação do CTG Pedro Coutinho, da Vila São Marcos.
Na Revista Seleções - o rapaz com o violão

           Em 1954 participou, junto com Manoelito de Ornellas, Walter Spalding, Emilio Rodrigues e Sady Scalante, da Comissão Organizadora do 1º Congresso Tradicionalista, realizado em Santa Maria. Presidente, Conselheiro Nato, Diretor Cultural e Destaque 2001 do Centro Uruguaianense, de Porto Alegre.
Membro da Comissão Gaúcha de Folclore.

          Aos 85 anos realizou um sonho de vida: ingressou no curso de direito da Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul, vindo a ser o calouro mais experiente da classe e exemplo para todos. Suas palavras: "O importante agora é o conhecimento, né? São coisas novas que vou aprender. Depois eu penso no que vou fazer com o diploma. Agora ainda é muito cedo”. Tinha formatura prevista para este ano, aos 90 anos de idade.

Nosso carinho ao amigo que volta para o Lar, ao lado do Pai, descansa em paz e segue o caminho de luz, amizade que deixou os rastros aqui nesta existência.

Nenhum comentário: