segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Congresso e Concursos da CBTG que aconteceriam em Nova Veneza foram adiados

           Depois de receber extenso oficio, enviado pelo MTG de Santa Catarina, onde seu Presidente informou que não reconhecia qualquer compromisso firmado pelo ex-presidente, Orides Luiz Pompeo e pelo vice-patrão do CTG Pedro Raymundo, Romencito José Alessio, dizendo que não se responsabilizava por qualquer aporte financeiro para realização dos eventos nacionais, a CBTG tomou uma forte e difícil decisão. 

           Abaixo a resposta da Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha adiando o Congresso e os Concursos de prendas e Peões.


Ofício Comunicação
Porto Alegre/RS, 18 de novembro de 2019.

Aos:
Ilustríssimos Senhores 
Presidentes das Federações  do Movimento Tradicionalista Gaúcho

Assunto: COMUNICAÇÃO DE ADIAMENTO DA REALIZAÇÃO DO 21º CONGRESSO BRASILEIRO DA TRADIÇÃO e 18º CONCURSO NACIONAL DE PRENDAS E PEÕES DA CBTG 


Prezados  Companheiros:

          Considerando  que no 20º Congresso da Tradição Gaucha, O MTG  de Santa Catarina apresentou proposta para realização do  19º  Rodeio Nacional de Campeões, 15º FENART, 9º Jogos Tradicionalistas, 21º Congresso Brasileiro da Tradição, além do 18º Concurso de Peões e Prendas Tradicionalistas da CBTG.
Tal proposta foi apresentada pela Diretoria presidida pelo Senhor Orides Luiz Pompeo, representada pelo Senhor Romencito José Alessio e foi aceita, conforme consta na ata do Congresso.

           Considerando que por motivos já conhecidos não foram realizados  o 19º Rodeio Nacional de Campeões, o 15º FENART e os 9º Jogos Tradicionalistas, já sob a égide da nova presidência do Senhor Valcirio Fernando Harger.

           Considerando que em 13 de novembro de 2019, a menos de 10 dias da realização do 21º Congresso Brasileiro da Tradição Gaúcha, esta presidência recebeu o Oficio nº 053/2019, do MTG/SC  firmado pelo seu Presidente no qual  informa não reconhecer qualquer compromisso firmado  pelo Senhor Orides Luiz Pompeo e pelo Senhor Romencito José Alessio e informa não ser responsável por qualquer aporte financeiro para realização dos eventos acima citados.
Considerando que em 18 de novembro (hoje) pelo ofício nº 03, o Senhor Romencito José Alessio, informa à esta presidência que face a posição do MTG/SC, não é mais possível realizar o 21º Congresso Brasileiro da Tradição Gaúcha e requer transferência para outra data.

            Considerando,  ainda,  que tampouco poderia realizar o Concurso de Prendas e Peões Tradicionalistas.

           Considerando, que  peões e prendas que participariam do concurso manifestam-se pelo adiamento do concurso, conforme pedido formal de Carolina Piatzchaki - Diretora Cultural da CBTG.

            Considerando, que conforme afirmado pela Diretora Cultural em seu ofício, o fato de o MTG anfitrião não oferecer aporte financeiro e estrutura organizacional, gerou um clima de insegurança aos participantes e comissão organizadora.

           Considerando, finalmente, que o Regulamento Geral da CBTG em seu artigo 160, §2º, determina que as despesas para realização do Concurso Nacional de Prendas e Peões e do Congresso Tradicionalista serão custeadas pelo MTG anfitrião (“Art. 160° A CBTG através dos membros da Diretoria Executiva, quando a serviço de Entidades Associadas, terão as viagens, estadias e outras despesas necessárias, custeadas pelo MTG. (...). § 2º Consideram-se como despesas a serem custeadas pelo MTG anfitrião: I. Estadias e outras despesas necessárias no local do evento. § 3º Consideram-se como serviços de Entidade Associada os seguintes eventos:
 I. Congresso Brasileiro da Tradição Gaúcha; II. Convenção Brasileira da Tradição Gaúcha; III. Festival Nacional de Arte e Tradição Gaúcha; IV. Rodeio Crioulo Nacional de Campeões; V. Jogos Tradicionalistas; VI. Concurso de Prendas e Peões.”), e o MTG/SC escolhido para sediar os eventos, não irá dispor de aporte financeiro para custear as despesas do evento.

          Não resta qualquer alternativa senão o ADIAMENTO, para data e local a serem aprazados, com efetivas condições de realização dos eventos pelos quais o MTG/SC era responsável, estando ciente da repercussão negativa que tal decisão poderá causar, assim como também poderá causar repercussão a falta de organização estrutural ou financeira, sendo que em ambos, não fica um bom exemplo.

          Desta  forma  ficam adiados, para data e local a serem definidos, o  21º Congresso Brasileiro da Tradição  e o 18º Concurso de Prendas e Peões Tradicionalistas.

          Saudações tradicionalistas.


João Ermelino de Mello
Presidente da CBTG



Opinião do BLOG: João Mello e sua equipe mais uma vez tomaram atitude correta, mostrando que é um gestor e que age pensando no todo. Em respeito aos jovens que se prepararam e estavam prontos para ir à Santa Catarina, que não tinha nada pronto, nenhuma estrutura para recebê-los, conforme oficios do MTG de lá. Parabéns João Mello e equipe.

Identidade Gaúcha #217 - Com os campeões do ENART

       Nesta terça, 19/11 - Identidade Gaúcha 217 terá a presença de Alexandre Brunetto e Ronaldo Estevo, campeões pelo CTG Tiarayu, das danças tradicionais força "A".

        Por telefone vamos falar com Alex Von Martin, instrutor campeão da Força "B", com  CTG Candeeiro da Amizade, de Vera Cruz. E, também por telefone, vamos conversar com Ana Júlia Griguol, do CTG Pousada dos Carreteiros  sobre seu desabafo no facebook.

        Os comentário de Diogo Raul Giovenardi T, Douglas Uilliam Quadros Silva, Diéllen Soares, a Medicina campeira e povoeira com Severino Moreira e o querido Léo Ribeiro de Souza, Repontando Datas. (Vai faltar tempo)

O desabafo de Ana Júlia Griguol - Fomos desclassificados!

 
FOMOS DESCLASSIFICADOS!

          Após sermos denunciados por outra entidade participante, fomos denunciados e, consequentemente desclassificados. Motivo?

          Já com os pés no tablado e gratos por estarmos mais um ano na final do ENART, a nossa 1ª Prenda, que inclusive é exemplo de respeito, responsabilidade e comprometimento, apresentava o grupo e, por um equívoco momentâneo, confundiu-se ao anunciar uma das danças sorteadas. Simplificando: ao invés de falar “Caranguejo” falou “Carreirinho”. Uma simples palavra trocada que invalidou toda a dedicação, que destruiu o sonho e que fez com que nossa entidade fosse desclassificada do ENART 2019.

          Determinada entidade (preferimos não dizer o nome, porém, esperamos que esse texto chegue até ela), tendo consciência que determinado equívoco poderia nos desclassificar do festival, não teve dúvidas e nos denunciou por não cumprimento do regulamento, que diz que a Prenda deve falar as danças sorteadas, caso contrário o grupo deve ser desclassificado.

          Pois bem, haverão aqueles que dirão que a entidade agiu de forma correta, afinal, o regulamento deve ser cumprido, não é mesmo? Ou, haverão aqueles que questionarão a relevância deste erro para a apresentação, consequentemente para o bom andamento do maior festival amador da América Latina.

           Participo do CTG Pousada dos Carreteiros desde 2005 e, destes 14 anos, muitos foram representando-o como prenda de faixa e, consequentemente, defendendo o Movimento Tradicionalista Gaúcho por onde fosse. Hoje, desconheço o Movimento pelo qual dediquei muitos anos da minha vida. Conheço seus documentos norteadores e não os reconheço na postura assumida pelo MTG, consequentemente suas entidades, em muitos momentos.

            Não questiono aqui o cumprimento do regulamento, afinal, se ele existe deve ser cumprido. Questiono, porém, a conduta assumida pelas entidades tradicionalistas e a elaboração de um regulamento que acoberta esse tipo de atitude. Pensem comigo.

         O Regulamento do ENART traz, na primeira página, a finalidade e objetivos do festival:
Art. 1º - O Encontro de Artes e Tradição Gaúcha - ENART, tem por finalidade a preservação,
valorização e divulgação das artes, da tradição, dos usos e costumes e da cultura popular do Rio Grande do Sul.

Art. 2º - O Encontro de Artes e Tradição Gaúcha - ENART tem por objetivos:
I - promover o intercâmbio cultural, além de uma retomada de CONSCIÊNCIA DOS VALORES MORAIS do gaúcho entre os participantes das diversas regiões culturais Rio-grandenses; [...]

III - promover a HARMONIA, a INTEGRAÇÃO e o RESPEITO evitando-se a projeção da vaidade e o personalismo entre os participantes;

IV - VALORIZAR O ARTISTA AMADOR do Rio Grande do Sul, evitando atitudes pessoais ou coletivas que deslustrem os princípios de formação moral do povo gaúcho;    [...]

          Ao mesmo tempo, a Resolução 01/2016, publicada pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho, atesta que a prenda, no momento de apresentar sua entidade, entre outros pontos, deve falar as danças apresentadas e, caso isso não seja feito, o grupo deverá ser desclassificado. Pois bem, estamos falando do mesmo regulamento? Ambos documentos referem-se ao mesmo festival? Eles prezam pelo mesmo fim? Afinal, trata-se de um festival AMADOR, porém, espera-se a perfeição e a nulidade de erros. Será que os regulamentos devem ser revistos?

          A partir do momento que uma entidade quer a desclassificação de outra para garantir o seu sucesso e, o próprio regulamento do ENART aceita isso, quem somos nós para questionar? Quem somos nós para manifestar indignação e repúdio? Enquanto eles estão com o regulamento embaixo do braço, nós estamos fechando as malas e voltando para casa com o mesmo sonho que todo o dançarino que vai para o ENART tem. Ou, talvez, os dançarinos daquela referida entidade não sonham? Não erram?

        Esse ENART não me serve. Não me deixa feliz e orgulhosa por estar lá. Esse ENART me fez querer ir embora. Me deixou triste e com raiva por ter que aceitar a ignorância, vaidade e individualidade.

        Hoje, questiono-me se o Movimento, que tanto defendi, realmente pratica os seus documentos norteadores, ou se eles existem somente para serem abordados em provas de prendas e peões. A Carta de Princípios, cláusula pétrea do MTG, diz que TODO o tradicionalista deve “[...] IV - Facilitar e cooperar com a evolução e o progresso, buscando a harmonia social, criando a consciência do valor coletivo, combatendo o enfraquecimento da cultura comum e a desagregação que daí resulta.”

        Somos sim uma entidade de cidade pequena, que chegou a final do ENART com sete pares. Nem por isso somos pequenos. Somos grandes por sermos respeitosos e empáticos com o sonho dos outros. Hoje, me pego a pensar como cada dançarino da entidade que nos denunciou se sentiria se tivesse que responder “FOMOS DESCLASSIFICADOS” aos diversos que perguntam “FOI LINDA A APRESENTAÇÃO, COMO FORAM?”.

       Para quem vê esse texto como “dor de cotovelo” por não classificar, peço que leia novamente sob outra perspectiva. Esse não é o problema, afinal, ano que vem tem mais uma edição do ENART e por aí vai. O problema é que tipo de ENART será promovido. Qual ENART deve ser valorizado e super estimado como fizemos até então? Por favor, deixemos de ser hipócritas. Vamos parar de olhar somente para o nosso grupo e perceber que o antigo Mobral, Fegart e hoje ENART idealizado, não existe mais.

       Vamos continuar sonhando com um ENART onde um grupo é desclassificado por causa da prenda errar uma palavra; onde um grupo é desclassificado por ter uma barraca que ultrapassa o limite de altura; onde um blog, que trabalha voluntariamente, não pode fazer o seu trabalho?

        Apesar de desclassificada, voltei pra casa com orgulho de fazer parte de uma entidade como o CTG Pousada dos Carreteiros, que SEMPRE defendeu os princípios de simplicidade, humildade e respeito. Uma entidade que a cada ano alcança reconhecimentos que jamais imaginaria, sem desrespeitar ou excluir alguém. Simplesmente, uma entidade tradicionalista como aquelas que Paixão Côrtes sonhava.

       Assim, pela primeira vez, optei em manifestar minha opinião que, para muitos, pode não valer nada, mas para mim, diz muito sobre a minha vida. A desclassificação zerou nossa dedicação, nossa apresentação e, por hora, nosso sonho. Com essa mesma animação da foto, damos início a uma nova caminhada, com a esperança de momentos melhores.

        E, se for para voltarmos ao ENART, que seja ao lado de grupos de respeito e não como estes que acreditam ser bons.


Nota de Falecimento - Família do pequeno Luiz Eduardo

          Com pesar e tristeza que comunicamos o falecimento da família de Joenara Knüppe, de 32 anos, uma das vítimas fatais do acidente de trânsito entre dois veículos, que ceifou quatro vidas, por volta das 2h da madrugada deste domingo, em Boa Vista do Buricá. Joenara estava grávida, e estava indo com a fmailia visitar parentes. No acidente morreu também o Piazito Luiz Eduardo, do CTG Tropeiros da Lealdade, seu pai Rodrigo Padilha e o motorista do outro carro.

           Mensagem: "O CTG Tropeiros da Lealdade começa seu dia com muita tristeza, com muito pesar notificamos o FALECIMENTO DO NOSSO PIAZITO LUIZ EDUARDO e seus pais Joenara Knüppe, Rodrigo Padilha.... Que o Patrão dos céus receba vocês e que derrame sobre suas famílias uma benção incondicional enchendo lhes de conforto nessa hora tão difícil..."

  "Foram arrancados da gente" - disse em entrevista o irmão de uma das vítimas deste acidente.

E o Rio Grande se pintou de verde, pela segunda vez. CTG Tiarayu, bicampeão do ENART

Fotos das apresentações do CTG Tiarayu, nas lentes de Jeandro Garcia
DANÇAS TRADICIONAIS – força "A"
1º Lugar – CTG TIARAYÚ – PORTO ALEGRE - 1ª RT
2º Lugar - CTG RANCHO DA SAUDADE - CACHOEIRINHA – 1ª RT
3º Lugar - CTG M´BORORÉ – CAMPO BOM – 30ª RT
4º Lugar – CTG HERÓIS FARROUPILHAS – CAXIAS DO SUL - 25ª RT
5º Lugar – CTG LALAU MIRANDA – PASSO FUNDO - 7ª RT

DANÇAS TRADICIONAIS – força "B"
1º Lugar – CTG CANDEEIRO DA AMIZADE – VERA CRUZ – 5ª RT
2º Lugar – DTG NOEL GUARANY – SANTA MARIA – 13ª RT
3º Lugar – CTG LAÇO DA AMIZADE – CASCA – 7ª RT
4º Lugar – CTG FRONTEIRA ABERTA – SANTANA DO LIVRAMENTO – 18ª RT
5º Lugar – CTG FELIPE PORTINHO – MARAU – 7ª RT

DANÇA GAÚCHA DE SALÃO
1º Lugar – LUIS FELIPE PEREIRA ARRUDA E JÉSSICA MARIA BRESOLIN – CTG LALAU MIRANDA – PASSO FUNDO – 7ª RT
2º Lugar – JEAN LEONARDO HUBER E ANDRIELI BATTÚ DA SILVEIRA – DTG PONCHO VERDE – PANAMBI – 9ª RT
3º Lugar – FELIPE CALIARI DA ROSA E THAISSA DE FREITAS BOMM – CTG TROPILHA FARRAPA – LAJEADO – 24ª RT

CONJUNTO MUSICAL DE INVERNADA - FORÇA A
1º Lugar – CTG M´BORORÉ – CAMPO BOM – 30ª RT
2º Lugar – DT QUERÊNCIA DAS DORES – SANTA MARIA – 13ª RT
3º Lugar – CTG RANCHO DA SAUDADE – CACHOEIRINHA – 1ª RT

CONJUNTO MUSICAL DE INVERNADA - FORÇA B
1º Lugar – CTG CAIBOATÉ – SÃO GABRIEL – 18ª RT
2º Lugar – CTG RONDA CRIOULA – SÃO SEPÉ – 13ª RT
3º Lugar – CTG RODEIO DA QUERÊNCIA – CAMPINAS DO SUL – 19ª RT e CTG VINTE DE SETEMBRO – SANTO ÂNGELO –
3ª RT

MELHOR MÚSICA INÉDITA DE COREOGRAFIA DE ENTRADA – FORÇA A
1º Lugar – DTG CLUBE JUVENTUDE DE ALEGRETE – ALEGRETE – 4ª RT
2º Lugar – CTG SENTINELA DA QUERÊNCIA – ERECHIM – 19ª RT
3º Lugar – CTG M´BORORÉ – CAMPO BOM – 30ª RT

MELHOR MÚSICA INÉDITA DE COREOGRAFIA DE SAÍDA – FORÇA A
1º Lugar – UNIÃO GAÚCHA JOÃO SIMÕES LOPES NETO – PELOTAS – 26ª RT
2º Lugar – CTG CHEGANDO NO RANCHO – CAXIAS DO SUL – 25ª RT
3º Lugar – DTG LEÃO DA SERRA – SÃO LEOPOLDO – 12ª RT

MELHOR MÚSICA INÉDITA DE COREOGRAFIA DE ENTRADA – FORÇA B
1º Lugar – CTG RODEIO DA QUERÊNCIA – CAMPINAS DO SUL – 19ª RT
2º Lugar – CENTRO FARROUPILHA DE TRADIÇÕES GAÚCHAS – ALEGRETE – 4ª RT
3º Lugar – CTG OS GAUDÉRIOS – CACHOEIRA DO SUL – 5ª RT

MELHOR MÚSICA INÉDITA DE COREOGRAFIA DE SAÍDA – FORÇA B
1º Lugar – CTG RODEIO DA QUERÊNCIA – CAMPINAS DO SUL – 19ª RT
2º Lugar – CTG CANDEEIRO DA AMIZADE – VERA CRUZ – 5ª RT
3º Lugar – CTG LAÇO DA AMIZADE – CASCA – 7ª RT

MELHOR ENTRADA – FORÇA A
1º Lugar – CTG TIARAYÚ – PORTO ALEGRE - 1ª RT
2º Lugar – CTG RANCHO DA SAUDADE – CACHOEIRINHA – 1ª RT
3º Lugar – CTG HERÓIS FARROUPILHAS – CAXIAS DO SUL – 25ª RT

MELHOR SAIDA – FORÇA A
1º Lugar – CTG TIARAYÚ – PORTO ALEGRE - 1ª RT
2º Lugar – PTG BOCAL DE PRATA – OSÓRIO – 23ª RT
3º Lugar – UNIÃO GAÚCHA JOÃO SIMÕES LOPES NETO – PELOTAS – 26ª RT

GRUPO DE DANÇAS MAIS POPULAR
CTG TIARAYÚ – PORTO ALEGRE – 1ª RT

MELHOR ACAMPAMENTO
CTG ADAGA VELHA – ROSÁRIO DO SUL – 18ª RT

TROFÉU MARCA GRANDE – 1ª REGIÃO TRADICIONALISTA


DESTAQUE DO ENART 2019
1º Lugar – CTG TIARAYÚ – PORTO ALEGRE – 1ª RT
2º Lugar – CTG RANCHO DA SAUDADE – CACHOEIRINHA - 1ª RT
3º Lugar – CTG LALAU MIRANDA – PASSO FUNDO – 7ª RT

CHULA
1º Lugar – JOSÉ GUILHERME GUIMARÃES – CTG RINCÃO DA AMIZADE – GRAVATAÍ – 1ª RT
2º Lugar – FELIPI DE LORENZO DE SOUZA – CTG SENTINELA DA QUERÊNCIA – VACARIA – 8ª RT
3º Lugar – JEAN MARQUES DA ROCHA – CTG GILDO DE FREITAS – PORTO ALEGRE - 1ª RT
4º Lugar – KELVIN MOISES DA SILVA – CTG O FOGÃO GAÚCHO – TAQUARA - 30ª RT

GAITA PIANO
1º Lugar – MONALISE WANDSCHER DE SOUZA – CTG ESSÊNCIA DA TRADIÇÃO – NOVO HAMBURGO - 30ª RT
2º Lugar – DOUGLAS TEIXEIRA DOS ANJOS – CTG ESTÂNCIA DA SERRA – OSÓRIO - 23ª RT
3º Lugar – PEDRO ERNANI DORNELLES LAGO – CFT FARROUPILHA – SÃO BORJA - 3ª RT

GAITA DE BOTÃO ATÉ OITO BAIXOS
1º Lugar – EDUARDA GÜNTHNER – CTG LAURO RODRIGUES – SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ - 15ª RT
2º Lugar – KAROLINE LONGO DE AGUIAR – CTG LENÇO VERDE – SÃO GABRIEL – 18ª RT
3º Lugar – DANIEL MULLER FORRATI – CTG TIO BILIA – SANTO ÂNGELO - 3ª RT

GAITA DE BOTÃO MAIS DE OITO BAIXOS
1º Lugar – RICARDO JAKOBSEN LINGENER – DTG CAIBOATÉ – GUAÍBA – 1ª RT
2º Lugar – DANIEL MULLER FORRATI – CTG TIO BILIA – SANTO ÂNGELO - 3ª RT
3º Lugar – DANIEL LINDENMEYER DA SILVA – CTG ESTÂNCIA DA LIBERDADE – NOVO HAMBURGO – 30ª RT

GAITA DE BOCA
1º Lugar – SEVERINO ANCILAGGO – CTG QUERÊNCIA DO PRATA – NOVA PRATA – 11ª RT
2º Lugar – ALCEU FILIPINI – CTG SENTINELA DA QUERÊNCIA - ERECHIM - 19ª RT
3º Lugar – MARIO INÁCIO BECKER – CTG LANCEIROS DE SANTA CRUZ – SANTA CRUZ DO SUL – 5ª RT

BANDONEON
1º Lugar – DIRCEU RUCART PORSCHE – CTG TIARAYÚ – PORTO ALEGRE – 1ª RT
2º Lugar – BRUNO LUTTKE – CTG CEL. THOMAZ LUIZ OSÓRIO – PELOTAS – 26ª RT
3º Lugar – LEANDRO HENRIQUE LAUSMANN – CTG QUERÊNCIA CRIOULA – GIRUÁ – 3ª RT

VIOLINO OU RABECA
1º Lugar – MATHEUS SEBALHOS LAMEIRA – CTG SENTINELA DA QUERÊNCIA – SANTA MARIA – 13ª RT
2º Lugar – CRISTIANE VASCONCELLOS – CTG QUERÊNCIA DO ARROIO DO MEIO – ARROIO DO MEIO – 24ª RT
3º Lugar – NATÁLIA CIMA – CTG TROPILHA FARRAPA – LAJEADO - 24ª RT

VIOLÃO
1º Lugar – FELIPE LEAL RODRIGUES – AT PONCHO BRANCO – SANTA MARIA – 13ª RT
2º Lugar – MAICON BALBINOT – CTG GETÚLIO VARGAS – GETÚLIO VARGAS – 19ª RT
3º Lugar – MATHEUS CAVALHEIRO MOREIRA DE CAMARGO – CTG SINUELO DA QUERÊNCIA – PALMEIRA DAS MISSÕES
– 17ª RT

VIOLA
1º Lugar – ALISON JORGE DE MELO FERNANDES – CTG TAURAS DE 35 – JÓIA – 9ª RT
2º Lugar – MATEUS FERNANDES DE SOUZA – CTG LAÇO DA QUERÊNCIA – PORTO ALEGRE – 1ª RT

CONJUNTO INSTRUMENTAL
1º Lugar – CTG RINCÃO DA CAROLINA – SANTANA DO LIVRAMENTO - 18ª RT
2º Lugar – CTG RANCHO FELIZ – FELIZ - 15 ª RT
3º Lugar – CTG GETÚLIO VARGAS – GETÚLIO VARGAS - 19ª RT

CONJUNTO VOCAL
1º Lugar – CTG ESTÂNCIA DO MONTENEGRO – MONTENEGRO - 15ª RT
2º Lugar – CTG LAÇO DA QUERÊNCIA – PORTO ALEGRE - 1ª RT
3º Lugar – CTG CHARLA GALPONEIRA – PARECI NOVO – 15ª RT

INTÉRPRETE SOLISTA VOCAL MASCULINO
1º Lugar – DOUGLAS VINICIUS DE BRUM – CTG UNIDOS PELA TRADIÇÃO RIO-GRANDENSE – CARAZINHO – 7ª RT
2º Lugar – PATRICK ANTUNES – CTG LALAU MIRANDA – PASSO FUNDO – 7ª RT
3º Lugar – FILIPI OELSNER COELHO – DTG CLUBE JUVENTUDE DE ALEGRETE – ALEGRETE – 4ª RT

INTÉRPRETE SOLISTA VOCAL FEMININO
1º Lugar – LUIZA BENTO CASANOVA – CTG TAPERA VELHA – SÃO LEOPOLDO – 12ª RT
2º Lugar – PYETRA HERMES PEREIRA – CTG RANCHO DA SAUDADE – CACHOEIRINHA - 1ª RT
3º Lugar – JOSIANE TEREZINHA DA SILVA BEDIN – CTG FELIPE PORTINHO – MARAU – 7ª RT

TROVA MI MAIOR DE GAVETÃO
1º Lugar – LUIZ CARLOS DOS SANTOS ARAÚJO – AT PEDRO RIBEIRO DA LUZ – PASSO FUNDO – 7ª RT
2º Lugar – JOÃO BENITO SOARES ARENA – CTG CARRETEIROS DA SAUDADE – GRAVATAÍ – 1ª RT
3º Lugar – ROGER BERNARD SILVA MACUGLIA – CTG TURÍBIO VERÍSSIMO – CRUZ ALTA – 9ª RT

TROVA DE MARTELO
1º Lugar – CELSO DE OLIVEIRA – CTG VELHA CAMBONA – PORTÃO - 15ª RT
2º Lugar – ERIVELTON TRINDADE DIAS – AT ZEFERINO RUY TEIXEIRA DE FREITAS – CAÇAPAVA DO SUL – 18ª RT
3º Lugar – THIAGO ALVES – GAG PIAZITOS DO SUL – CANOAS – 12ª RT

TROVA ESTILO GILDO DE FREITAS
1º Lugar – PAULO ROGÉRIO DE LIMA CHAVES – CTG TARUMÃ – 18ª RT
2º Lugar – ANTONIO MAXIMINO DE ALMEIDA – CTG ESTÂNCIA NOVA – PASSO FUNDO – 7ª RT
3º Lugar – ERNANI DE OLIVEIRA NUNES – PL TIMBAÚVA – PORTÃO – 15ª RT

TROVADOR MAIS POPULAR
MARIA EDI MALAQUIAS DE LIMA – CTG OSÓRIO PORTO – 7ª RT

DECLAMAÇÃO MASCULINA
1º Lugar – DOUGLAS DIEHL DIAS – PL DELFINO CARVALHO – CACHOEIRA DO SUL - 5ª RT
2º Lugar – SEDINEI ANTONIO RICHTTER – CTG FELIPE PORTINHO – MARAU - 7ª RT
3º Lugar – VITOR LOPES RIBEIRO – CTG BRIGADEIRO RAPHAEL PINTO BANDEIRA – RIO GRANDE - 6ª RT

AMADRINHADOR DESTAQUE NA DECLAMAÇÃO MASCULINA
FRANCISCO FERNANDES TEIXEIRA

DECLAMAÇÃO FEMININA
1º Lugar – ROMILA HOFFMANN DO AMARAL – CTG HERDEIROS DA TRADIÇÃO – CAXIAS DO SUL - 25ª RT
2º Lugar – JUDITE LUIZA BROCK CARLET – GAN SEPÉ TIARAJU – ESPUMOSO – 14ª RT
3º Lugar – ROSA MARIA MAKOSKI LINN – CTG LALAU MIRANDA – PASSO FUNDO - 7ª RT

AMADRINHADOR DESTAQUE NA DECLAMAÇÃO FEMININA
KAIQUE MELLO

PAJADA
1º Lugar – CELSO DE OLIVEIRA – CTG VELHA CAMBONA – PORTÃO – 15ª RT
2º Lugar – PAULO ROGÉRIO LIMA CHAVES – CTG TARUMÃ – SÃO GABRIEL - 18ª RT
3º Lugar – ERIVELTON TRINDADE DIAS – AT ZEFERINO RUY TEIXEIRA DE FREITAS – CAÇAPAVA DO SUL – 18ª RT

CAUSO
1º Lugar – JOÃO BENITO SOARES ARENA – CTG CARRETEIROS DA SAUDADE – GRAVATAÍ – 1ª RT
2º Lugar – CLEINNER DA SILVA TEIXEIRA – CTG TROPEIROS DA QUERÊNCIA – ARROIO GRANDE – 21ª RT
3º Lugar – VILSON NUNES DO AMARAL – ASS QUERÊNCIA DA POESIA XUCRA – CAXIAS DO SUL – 25ª RT

POESIA
1º Lugar – VITOR LOPES RIBEIRO – CTG BRIGADEIRO RAPHAEL PINTO BANDEIRA – RIO GRANDE – 6ª RT
2º Lugar – NAIRO COUTINHO – CTG BENTO GONÇALVES – SANTA MARIA – 13ª RT

CONTO
1º Lugar – JONAS JOSÉ VICCARI – CTG TRILHA SERRANA – CARLOS BARBOSA – 11ª RT
2º Lugar – MARCIA TEIXEIRA DOS SANTOS – CTG CAMPO DOS BUGRES – CAXIAS DO SUL – 25ª RT
3º Lugar – RUI FERNANDO OLIVEIRA MATHIAS – CTG PORTEIRA DA RESTINGA – PORTO ALEGRE – 1ª RT

domingo, 17 de novembro de 2019

Classificados para a finalíssima do ENART - Domingo - Forças A e B

Elenir Wick, Renata Pletz e Ilva Maria Borba Goulat - "O Enart precisa de atenção especial!"
Força "A"
01 CPF PIÁ DO SUL Santa Maria 13ª RT
02 DT QUERÊNCIA DAS DORES Santa Maria 13ª RT
03 CTG ALDEIA DOS ANJOS Gravataí 1ª RT
04 CTG RONDA CHARRUA Farroupilha 25ª RT
05 CTG CARRETEIROS DO SUL Pelotas 26ª RT
06 CN BOITATÁ São Borja 3ª RT
07 CTG BRIGADEIRO RAPHAEL PINTO BANDEIRA Rio Grande 6ª RT
08 DTG CLUBE JUVENTUDE DE ALEGRETE Alegrete 4ª RT
09 PTG BOCAL DE PRATA Osório 23ª RT
10 CTG HERÓIS FARROUPILHAS Caixas do Sul 25ª RT
11 CTG LALAU MIRANDA Passo Fundo 7ª RT
12 CTG RANCHO DA SAUDADE Cachoeirinha 1ª RT
13 UNIÃO GAÚCHA J. SIMÕES LOPES NETO Pelotas 26ª RT
14 CTG M´BORORÉ Campo Bom 30ª RT
15 GN IBIRAPUITÃ Alegrete 4ª RT
16 CTG GUAPOS DO ITAPUI Campo Bom 30ª RT
17 CTG TIARAYÚ Porto Alegre 1ª RT
18 CTG CHEGANDO NO RANCHO Caxias do Sul 25ª RT
19 CTG NEGRINHO DO PASTOREIO Caixas do Sul 25ª RT
20 CTG CEL THOMAZ LUIZ OSÓRIO Pelotas 26ª RT

Força "B"
01 CTG FRONTEIRA ABERTA SANTANA DO LIVRAMENTO 18ª RT
02 CTG GASPAR DA SILVEIRA MARTINS AJURICABA 9ª RT
03 CTG CHAMA CRIOULA SANTA ROSA 3ª RT
04 CTG OS GAUDÉRIOS CACHOEIRA DO SUL 5ª RT
05 CTG SENTINELA DO FORTE CAÇAPAVA DO SUL 18ª RT
06 CTG TRILHA SERRANA CARLOS BARBOSA 11ª RT
07 CTG FELIPE PORTINHO MARAU 7ª RT
08 CTG CHAMA NATIVA ESTEIO 12ª RT
09 CTG TURÍBIO VERÍSSIMO CRUZ ALTA 9ª RT
10 CTG LAÇO DA AMIZADE CASCA 7ª RT
11 CTG CAMAQUÃ CAMAQUÃ 16ª RT
12 DTG NOEL GUARANY SANTA MARIA 13ª RT
13 CTG DARCI FAGUNDES GUAÍBA 1ª RT
14 GDF OS FARROUPILHAS SANTO ÂNGELO 3ª RT
15 GAN VAQUEANOS DA CULTURA SOLEDADE 14ª RT
16 CTG OS DESGARRADOS GUAPORÉ 11ª RT
17 CTG CANDEEIRO DA AMIZADE VERA CRUZ 5ª RT
18 CTG VINTE DE SETEMBRO SANTO ÂNGELO 3ª RT
19 CTG MATE AMARGO ERVAL SECO 17ª RT
20 PTG JAYME CAETANO BRAUN SANTANA DO LIVRAMENTO 18ª RT


http://radioqueroquero,net amanha tem Dom Camillo no Identidade Gaúcha especial

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Jeferson Camillo no Identidade Gaúcha 216, falando em ENART

          Segunda-feira, dia 18, estaremos fazendo um Identidade Gaúcha especial, 216, com convidados para falar do ENART 2019. Já temos uma confirmação, vinda de Foz do Iguaçi, estará na avaliação deste ano e tem milhares de histórias e estórias para contar - Dom Camillo.

      JEFERSON CAMILLO é natural de ijuí, militar da Força Aérea Brasileira aposentado, formado na Escola de Especialistas de Aeronáutica. Iniciou no tradicionalismo na década de 80. Como dançarino foi integrante dos grupos: Raízes, Tangará canto e dança, Os Muuripás e CPF Piá do Sul.


          Foi avaliador de diversos rodeios e festivais como: Bento em Dança, Santa Maria em Dança, FEGART, ENART, FENART(nacional de danças), FEPART (Paranaense de danças) e FEGAMS (Mato Grosso). 

           Foi instrutor de diversos grupos, quais: CTG Sentinela da Querência (SM), Estância Pedro Broll Sobrinho (Cacequí), Sentinela do Rio Grande (canoas), Bento Gonçalves (Lajeados), CTG Farroupilhas (SM), CTG Capela Queimada (Alegrete), UCS (Caxias do Sul), Tropeiro Velho (Panambi), Continente de São Pedro (Cruz Alta), Rancho de Gaudérios (Farroupilha), Estirpe Gaúcha ( Guaporé), entre diversos outros.

          Trabalhou coreografias com os CTGs: Piá do Sul, Sentinela da Querência, Martin Fierro, Caiboaté, Lanceiros da Zona Sul entre outros. Foi campeão Paranaense com o CTG Rincão Literário de Curitiba. Dedica especial carinho ao CTG Campo dos Bugres de Caxias do Sul, do qual é consultor e coreógrafo.

              Esperamos vocês segunda, das 8h às 10h na http://radioqueroquero.net 

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Sobre a polêmica de um Congresso Extraordinário do MTG

Requerimento ao Conselho Diretor do MTG
Reunião Ordinária de 09 de novembro de 2019.

Senhores e Senhoras conselheiros,

No último dia 30 de setembro de 2019 recebemos o Edital de Convocação para um Congresso Extraordinário a ser realizado na cidade de Campo Bom, no dia 30 de novembro de 2019;

O citado Edital, assinado pelo presidente do MTG, monocraticamente, define como pauta única do congresso a “- apreciação da proposta da Diretoria, para alteração estatutária.” 

Ocorre que o artigo 60 do Estatuto do MTG é claro ao definir que o Estatuto somente pode ser modificado em sessão especialmente convocada para esse fim, pelo Conselho Diretor ou a requerimento da maioria dos coordenadores ou 1/3 das entidades filiadas, ou por deliberação do Congresso anterior. Não há previsão legal de convocação de sessão para alterar o estatuto, pela Diretoria ou pelo Presidente do MTG.

O prazo de convocação do referido Congresso, me parece, fere o Regulamento Geral publicado no site oficial do MTG. O citado Regulamento informa que as alterações estatutárias devem ser encaminhadas à diretoria até o final do mês de junho anterior a data do congresso (artigo 262, § 1º). Sabe-se que houve uma alteração nesse prazo na Convenção realizada em julho passado na cidade de Jaguarão, no entanto tal alteração não foi, até hoje, publicada, assim como não foram publicadas as atas daquela Convenção, ou seja, as alterações não são do conhecimento das entidades filiadas e, portanto não podem ser consideradas “em vigor”.

O Regulamento Geral também é límpido quando define o rito a ser seguido para que possam ser realizadas alterações estatutárias. Neste quesito, várias foram as irregularidades verificadas, a saber:

1. A “Diretoria” não tem competência legal para propor alterações estatutárias (veja-se artigo262, incisos I, II, III do RG);

2. A proposta de reforma do Estatuto deve receber parecer de comissão nomeada pelo Presidente do MTG e ser apreciada pelo Conselho Diretor. Esta apreciação não ocorreu. O que ocorreu, na reunião do Conselho Diretor realizada no dia 1º de setembro, foi uma informação apresentada pelo Conselheiro Paulo R. Fraga Cirne, de que estava em elaboração uma proposta de alteração estatutária e citou algumas ideias que não foram debatidas e nem apreciadas;

3. Mesmo que se tente alegar que a manifestação do conselheiro Fraga Cirne tenha tido o condão de levar à apreciação do Conselho as propostas, verifica-se que o que foi por ele informado não é a proposta que foi enviada aos conselheiros no dia 1º de outubro.

4. O Estatuto do MTG (artigo 60, § 2º) determina que a proposta de alteração estatutária deverá ser do conhecimento das entidades filiadas com antecedência mínima de 60 dias da data que for apreciada. Ocorre que isso não foi cumprido. A comunicação com o título de “PROJETO DE ALTERAÇÃO NO PERIODO E FORMA DE ELEIÇÃO CONGRESSO – ANOS ÍMPARES; CONVENÇÃO – ANOS PARES.” Foi encaminhada, por e-mail aos Conselheiros e, imagino também, aos coordenadores no dia 1º de outubro passado. Não foi encaminhada às entidades filiadas, nem foi tornada pública nos veículos oficiais de comunicação do MTG. Até hoje a maioria das entidades desconhecem a proposta de alteração estatutária.

Cabem, ainda duas questões a serem analisadas:

1. No congresso realizado em janeiro de 2018, na cidade de São Jerônimo, foi aprovada proposição do tradicionalista Hélio Ferreira que propunha alterações estatutárias semelhantes às que agora estão em pauta. Aquela proposição deveria ser analisada no congresso seguinte, ou seja, no congresso de janeiro de 2019. Isso competia à Diretoria do MTG encaminhar. A Diretoria não cumpriu a decisão daquele congresso e, agora, convoca um “Congresso Extraordinário” para apreciar proposta semelhante;

2. Estamos a 40 dias de um Congresso Ordinário, no final de uma gestão que se estendeu por 4 anos. Qual a urgência em tratar de tão profundas alterações na forma de administração do MTG? Por que submeter as entidades filiadas ao comparecimento de dois Congressos em 40 dias?

Diante de tudo isso, sem questionar ou analisar o conteúdo das alterações estatutárias propostas, Requeiro que o Conselho Diretor do MTG, como “órgão administrador do MTG” (artigo 36 do Estatuto):

- Determine o cancelamento da convocação para o Congresso Extraordinário expedida em 30 de setembro de 2019;

- Determine a apreciação da proposta de alteração do Estatuto em reunião exclusiva do Conselho Diretor para tal fim;

- Determine o fiel cumprimento do Estatuto e do Regulamento geral do MTG, especialmente no que concerne ao conhecimento prévio às entidades filiadas a fim de que qualquer alteração seja tomada de forma ampla e democrática pelas entidades que compõe a Federação.

Caxias do Sul, 7 de novembro de 2019.

Manoelito Carlos Savaris
Conselheiro Vaqueano e Benemérito do MTG

          Como tudo tem se resolvido pela falta de resolução, e na reunião do Conselho Diretor do MTG, realizada sábado dia 9, o presidente garantiu que até terça-feira, dia 12, a diretoria tomaria uma posição com base num parecer jurídico e os dias passaram e nenhuma resposta foi dada, apresentamos aqui as reivindicações feitas por requerimento. 

           O Enart será o espelho desta administração, que já dura quatro anos. O Acampamento Farroupilha de Porto Alegre aguarda, ainda, a reunião de premiação, fechamento e balanço. Mensagens não são respondidas. Nenhum governo se sustenta por omissão ou totalitarismo. 

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Sobre um veado chamado Chico - E o antagonismo das noticias

Este conteúdo foi copiado do BLOG do Léo Ribeiro de Souza, para aumentarmos a repercussão, pois sabemos como as coisas funcionam em nossa sociedade

          Definitivamente parece que no Rio Grande do Sul andamos na contramão do mundo. Aonde, em outros lugares, recupera-se animais para soltá-los, novamente, em seu habitat natural, aqui os sabichões "preservadores" da fauna e da flora retiram o Chico, um filhote de veado, do convívio da família que o salvou da fome e do frio e que andejava livre nos campos ao de redor da fazenda, para levá-lo a viver num cativeiro para ser atração turística a milhares de pessoas na Aldeia do Papai Noel, em Gramado. Uma verdadeira vergonha. Um esculacho.  

          Eu sempre tive a RBS por um meio de comunicação séria, contudo, por vezes, não a entendo (acho que nem eles se entendem). Recentemente a Zero Hora publicou uma matéria sobre o fato com o seguinte teor: "o veado da foto apareceu nesta fazenda dos campos de cima da serra no final do ano passado, sozinho, faminto e enfraquecido. Desde então, devidamente avaliado pelo órgão ambiental da cidade, alimentado e cuidado pela família que administra o paradouro ele frequenta, a solta, os arredores da construção de onde se tem uma linda vista da região".

          Já no Jornal do Almoço desta semana deram uma outra visão ao fato exaltando a Aldeia do Papai Noel por estar tratando o veado que foi "achado perdido no campo" quando se sabe que foi retirado contra a vontade da família que o salvou. Mudam os fatos ao bel prazer... Mal informados ou se fazem de loucos?     
ZH publica uma coisa e o Jornal do Almoço diz outra 
       E nós, como devemos proceder?
       Devemos dar crédito a entidades "preservadoras" mais preocupadas com a fúria arrecadatória de multar produtores? Eu não dou!

        Devemos crer no jornalismo que não lê o que escreve? Eu não creio!
Devemos apoiar este engodo que transformou o espírito de natal numa invenção comercial da Coca Cola (Papai Noel) que passa de liso com suas renas (surrupiadas) por riba dos ranchos pobres? Eu não apoio!  

       Por fim, queremos avisar aos divulgadores da Aldeia do Papai Noel que perguntaram o seguinte:

      - O mascote do Festival de Papais Noéis de 2019 é o novo morador da Aldeia do Papai Noel. E quem escolhe o nome do nosso filhote de rena é você. Vote em uma das 5 opções abaixo. O nome mais votado será anunciado pelos Papais Noéis que estarão no Festival dias 6, 7 e 8 de novembro.

1-Rudolf  2-Cometa  3-Natalino 4-Céu 5-Dengoso

E então?... Qual o nome que você mais gosta? 

- ELE JÁ TEM NOME: É CHICO! 
Por Léo Ribeiro de Souza

Atenção entidades tradicionalistas, falta um mês para encerrar o edital do FAC

            A Secretaria de Estado da Cultura – Sedac, por intermédio do Sistema Estadual Unificado de Apoio e Fomento às Atividades Culturais – Pró-cultura RS, torna pública a abertura de inscrições, até dia 11 de dezembro de 2019, para o Edital de Concurso “FAC Movimento”, que selecionará projetos culturais de pessoas físicas e jurídicas de direito privado que receberão financiamento do Pró-cultura RS Fundo de Apoio à Cultura – FAC.

         O Edital tem por objeto a seleção de projetos culturais de pessoas físicas e jurídicas de direito privado que receberão financiamento do Pró-cultura RS Fundo de Apoio à Cultura – FAC, de forma a movimentar a produção cultural do Estado, considerando as seguintes diretrizes:

a) incentivar a preservação do patrimônio cultural, a pesquisa e a criação de novos bens culturais, fomentando o processo criativo;
b) impulsionar a produção autoral e inovação de linguagens nas diversas áreas e segmentos culturais;
c) provocar e promover experiências inovadoras de difusão, distribuição e fruição, inclusive com o uso de novas tecnologias;
d) promover o fazer artístico, circulando a cena cultural contemporânea e desenvolvendo a economia criativa;
e) valorizar a liberdade criativa, a pluralidade de expressões culturais, reforçando o respeito às diferentes identidades.

1.2 Os projetos apresentados deverão obrigatoriamente ser classificados em uma das seguintes finalidades e valor do projeto, conforme modalidade do CEPC:
           Para pessoas físicas ou jurídicas de direito privado ainda não cadastradas no CEPC, faz-se necessário registro prévio na página www.procultura.rs.gov.br, com a apresentação eletrônica da documentação exigida. A análise da documentação será realizada pela Sedac. Após a aprovação dos documentos anexados, será emitido o número de registro no CEPC.

            Os projetos deverão ser cadastrados exclusivamente na página www.procultura.rs.gov.br, das 10h de 16 de setembro de 2019 às 16h59min de 11 de dezembro de 2019.

domingo, 10 de novembro de 2019

Últimos dias para as inscrições no Ilex Gourmet, em Ilópolis

          Últimos dias para participar no Ilex Gourmet – o primeiro concurso que tem a erva-mate como ingrediente base de receitas de alta gastronomia. 

       Aberto a todos os apaixonados pela arte culinária, você tem um encontro marcado com as nossas juradas: Carla Saueressig Schinke – especialista em chás, infusões e erva-mate; Andrea Ernst Schein – chef confeiteira na Dea Macarons e Fabiane Grudzinski – Chef do Restaurante Hilda G.

           Inscrições até 14 de novembro, pelo site www.turismate.com.br - Informações pelo ilexgourmet@turismate.com.br

          As provas acontecem no dia 16/11 no Museu do Pão, em Ilópolis durante a 9˚ Turismate.

          Premiação: um jantar no Restaurante Valle Rústico, do top Chef Rodrigo Bellora e uma Cesta Gourmet, com uma seleção de produtos especiais da nossa região.

Realização: Museu do Pão, Turismate e AAErva-Mate
Apoio: Ballinski Confecções, Doces Carmen, Essência Erva-Mate Orgânica, MateQuero -Linha Infusões Brasileiras, Morangos Gasparin, Panetones DellaBona, PecãNobre, Restaurante Valle Rústico e Queijos Santo Antão

A mágica noite do sarau da prenda jovem do pioneiro

Renita, ao centro de vestido verde, assinou a decoração e organização do Sarau
           O ano era 1838... Os Farroupilhas estavam no auge de suas conquistas. O General Bento Gonçalves retornava à província como presidente, depois de uma fuga espetacular do Forte do Mar na Bahia. A Proclamação da República Rio-Grandense, em 1836, renovou o ânimo farrapo e as frentes ganham adeptos em todo o território. Assim começava o Sarau da Prenda Jovem no Pioneiro 35 CTG, com uma viagem no tempo. 

            Por quase duas horas os convidados do evento puderam sentir e visualizar um baile no casarão da Estancia do Sobrado, de Anna Gonçalves, irmã do General Bento Gonçalves da Silva.

Fotos da noticia by Ogando Clóvis e Roger Guedes
            Com o tema: “Nós, mulheres gaúchas”, o Sarau recriou os antigos bailes nos quais as debutantes dançavam pela primeira vez, simbolizando o rito de passagem da infância para a mocidade. o musical "Buenas Parceria" de Leandro Berlesi, vestido a caráter (trajes da época), com piano e violino para os desfiles, conseguiam fazer com que as pessoas viajassem no tempo, chegando ao seculo XIX. A decoração teve a assinatura de Renita Stieler, com fartura de detalhes.
          Natural de Flores da Cunha, o veterano Rodi Pedro Borghetti e sua esposa, Dona Alda Becker Borghetti, foram os padrinhos do Sarau. A apresentação ficou por conta do casal Rogério Bastos e Liliane Pappen Bastos. Eleita entre as jovens debutantes, a prenda Anna Júlia dos Santos Fraga, do 35 CTG foi escolhida a Prenda Simpatia de 2019.
     "Mais uma noite memorável para ficar na história do "35" CTG...Uma noite cheia de alegrias e felicidades ! O Pioneiro recebeu o Rio Grande em mais uma edição do Sarau de Prendas. Foram 21 prendas quer abrilhantaram está grande festa de cultura e tradição! Certamente isso tudo é fruto de um trabalho cheio de dedicação e de amor à causa! Agradecemos a Renita Stieler pelo maravilhoso trabalho realizado em mais uma edição do Sarau. Da mesma forma, agradecemos aos demais amigos que estiveram lá nos ajudando a concretizar está linda festa" - Escreveu Márcio Roberto Avozani Albrecht em seu facebook oficial.

As jovens debutantes de 2019:

Maria Luiza Goulart Vargas
Filha de Christian Espinola da Silva Vargas e Patrícia da Silva Goulart
Milleny Rodrigues Pedroso da Silva
Filha de Alexandre Parnov da Silva e Solange Rodrigues Pedroso
Júlia Guterres dos Santos
Filha de Jairo Antônio Moreira dos Santos e Adriana Rodrigues Guterres
Carolina Gehres Moraes
Filha de Amauri Moraes e Marcia Ariane Gehres Moraes
Caroline Tenedini
Filha de Antônio Valdecir Tenedine e Marinês Fátima Tenedine
Anita Matusiak Chies
Filha de Joni Chies e Mariana Roxo Matusiak
Anna Júlia dos Santos Fraga
Filha de Márcio Bueno Fraga e Janaina Ferraz dos Santos Fraga
Ana Júlia Souza Garcia
Filha de Eronil Gomes Garcia Júnior e Ivete Prigol de Souza
Gabriely Portella Ramos
Filha de Eleno Ramos da Silva e Ana Rita Portela Farias
Isabella Nunes da Silva
Filha de Evandro Hilário da Silva e Adriana Silva Nunes
Martina Brandeburski Camargo 
Filha de Sérgio Rodrigues Camargo e Carla Maria Brandeburski Camargo
Rafaela Silva da Rosa
Filha de Anderson Souza da Rosa e Márcia Cristina Borges da Silva
Júlia Silveira Goulart
Filha de Antônio Figueiredo Goulart e Cátia Silveira Goulart
Camila Ariane Perotto 
Filha de Anderson Leandro Perotto e Patrícia Vargas da Silva
Isadora da Rocha Souza 
Filha de Luciano Souza e Cristina Rocha
Ana Laura Romeiro de Aquino
Filha de Fabiano Brondani de Aquino e Jane Romeiro de Aquino
Isabela De Lellis Lanza 
Filha de Albino José Lanza Júnior e Bianca Carello De Lellis
Mirela Moreira Régio 
Filha de Márcio Régio e Gislaine Moreira Miron
Marina de Fátima Matias Guedes 
Filha de Rogério Guedes e Maristela Aparecida Matias Guedes
Maria Júlia Rosa de Moura
Filha de Airton de Moura e Daiane da Silva Rosa
Maria Luiza da Silva de Oliveira 
Filha de Luiz Antônio Figueró de Oliveira e Andressa Luciane Cruz da Silva

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

4º ENECAMP e 28º Aberto de Esportes será neste final de semana, em Marau



Assembleia Gaúcha anuncia os vencedores do Prêmio Vitor Mateus Teixeira - 2019

   
      A comissão julgadora do Prêmio Vitor Mateus Teixeira, reunida na tarde desta quinta-feira (7), escolheu os agraciados da edição 2019. A solenidade de entrega da distinção ocorre no dia 4 de dezembro, às 19 horas, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa, e contará com apresentação musical.

         Instituído por meio da Resolução 2.708, de 19 de agosto de 1997, em homenagem ao músico, cantor, compositor e cineasta Vitor Mateus Teixeira, o prêmio busca reconhecer, valorizar e incentivar os trabalhos e ações que divulguem a música e o artista gaúcho.

 Comissão Julgadora 2019
          Integram a comissão julgadora do Prêmio Vitor Mateus Teixeira de 2019, Maria Teresa Carvalho (Fundação Vitor Mateus Teixeira), Luiz Afonso Ovalhe Torres (Movimento Tradicionalista Gaúcho - MTG), Izabel L’Aryan (Sindicato dos Compositores Musicais do Rio Grande do Sul - SICOM RS), Luiza Helena de Lima Rode e Jucélia de Souza (Sindicato dos Músicos profissionais do Rio Grande do Sul - SINDIMUS RS) e Anália Sanches Dorneles (Assembleia Legislativa RS/ Departamento de Cultura).
Cantora Luana Fernandes, filha do grande Catulo Fernandes

Agraciados

Cantor: João Luiz Correa
Cantora: Luana Fernandes
Declamador: Paulo Ricardo Fuchina dos Santos
Declamadora: Paula Daniele da Silva Stringhi
Trovador: Paulo Elizandro de Lima Chaves
Trovadora: Maria Edi Malaquias
Compositor(a): Salvador Lamberty
Instrumentista: Luciano Maia
Arranjador(a): Zulmar Benitez
Pajador(a): José Estivalete
Produtor(a) Musical: Paulinho Goulart
Capa de Disco: Os Serranos
Veículo de divulgação de artista gaúcho(a): Rádio Planalto FM
Grupo de Show: Jorge Guedes & família
Grupo de Baile: Musical Terceira Dimensão
Grupo de Dança Gaúcha: DTG Tropeiros do Ouro Negro
Bandinha Típica Alemã: Banda Diplomata
Conjunto ou Intérprete de Música Teuto-rio-grandense: Mauro Harff
Conjunto ou Intérprete de Música Ítalo-rio-grandense: Dirceu Pastori