terça-feira, 2 de setembro de 2014

Diretrizes da mostra folclórica do ENART

MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO - MTG
COORDENAÇÃO DE CULTURA INTERNA
15ª MOSTRA DE ARTE E TRADIÇÃO GAÚCHA
(Evento paralelo ao ENART 2014)
DIRETRIZES

          A 15ª MOSTRA DE ARTE E TRADIÇÃO GAÚCHA, tem como objetivo a exposição e divulgação das pesquisas e atividades culturais desenvolvidas pelas Prendas e Peões coordenados pelos Departamentos Culturais das trinta Regiões Tradicionalistas do MTG, sob a responsabilidade da Coordenação Cultural Interna do MTG, do Casal Coordenador de Prendas e Peões, das Prendas e Peões Estaduais, com a participação efetiva dos Departamentos Culturais Regionais.

1. OBJETIVO:
Demonstrar e conhecer os aspectos regionais, valorizando circunstâncias da constituição da sociedade gaúcha, através de seus povos formadores, dando ênfase as características locais de cada região.
Divulgar e valorizar o encontro de diferentes povos que vieram a formar o gaúcho, constituindo novos elementos culturais que implantaram, tanto aos aqui nascidos, quanto aos “naturalizados” o sentimento de pertencimento.

2. PÚBLICO ALVO:
• Tradicionalistas participantes do ENART
• Simpatizantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho e comunidade em geral.
• Prendas Adultas, Juvenis, Mirins, Peões, Guris e Piás Regionais e de Entidades.

3. DESENVOLVIMENTO:
Prendas Adultas, Juvenis, Mirins, Peões, Guris e Piás Regionais e das Entidades
• Realizar uma exposição que represente as diferentes formas de expressar o orgulho de dizer:
“Eu Sou do Sul”.
• Entregar um relatório escrito de pesquisa histórica, demonstrando o que esta sendo exposto.
• A ordem de apresentação dos trabalhos acontecerá mediante sorteio. O sorteio acontecerá em Encontro Estadual de Diretores Culturais.

Prendas e Peões Estaduais - Para todas as categorias
- Em comemoração aos 190 anos de história de Imigração e Colonização Alemã no Rio Grande do Sul, as prendas e peões estaduais organizarão uma Mostra, tomando por base a chegada das primeiras famílias em 1824.

4. DATA E HORÁRIO DA MOSTRA: 
Sábado dia 15 de novembro de 2014.
9hs as 11 hs – Organização e Montagem da Mostra
13hs as 14:40hs – Avaliação do Primeiro Bloco
14:50hs as 16:30hs – Avaliação do Segundo Bloco
16:40hs as 18:10hs – Avaliação do Terceiro Bloco
A visitação Publica será concomitante a avaliação dos blocos.

5. INSCRIÇÕES:
Cada Região Tradicionalista poderá utilizar durante a Mostra:
• As Prendas Regionais (mirim, juvenil e adulta) e Peões Regionais (peão e guri e piá).
• Prendas (mirim, juvenil e adulta) e Peões (peão e guri) das Entidades filiadas.e piá
• Cada Região Tradicionalista poderá inscrever até 20 integrantes, entre prendas e peões, que terão o direito às credenciais e aos certificados.
• A relação dos participantes deverá ser entregue até o dia 25 de outubro, juntamente com o relatório, em forma de trabalho escrito e uma cópia em CD, diretamente no MTG, ouvia correio SEDEX.
• Na relação entregue deverá constar o nome completo e correto de cada participante, nome da entidade e o número do Cartão Tradicionalista.

6. CONTROLE DE PARTICIPAÇÃO:
• Cada participante deverá permanecer na Mostra, de acordo com a escala realizada pelo departamento cultural da região, cabendo a cada uma a responsabilidade do controle, bem como a entrega dos certificados fornecidos pelo MTG conforme relação encaminhada até o dia 25de outubro.
• Os certificados serão entregues ao Diretor Cultural, de acordo com a verificação da assinatura na lista de presença.

7. LOCAL:
• Parque da Oktoberfest em Santa Cruz do Sul (Pavilhão a ser identificado)

8. AVALIAÇÃO DA 15ª MOSTRA 
• O tempo de apresentação de cada região será de até 10 minutos, sendo que a cada minuto ultrapassado haverá um desconto de 0,05 descontados da nota final.
• A avaliação será realizada por comissão nomeada pela Coordenação Cultural Interna e Vice Presidente de Cultura, levará em conta os seguintes quesitos:
o Conhecimento até 2,50
o Oralidade até 2,50
o Criatividade até 3,00
o Pesquisa até 2,00
o Total 10 pontos.

9. DISPOSIÇÕES GERAIS
• Será de responsabilidade do MTG, a organização do espaço físico para a exposição dos trabalhos que serão expostos pelas regiões;
• Será disponibilizado, para cada região, um espaço previamente definido. Os espaços serão padronizados, portanto as exposições devem se limitar a eles.
• A organização, a montagem e a guarda de cada espaço da exposição é responsabilidade da Coordenadoria Regional, através das Prendas e Peões e do Departamento Cultural das Regiões, assim como o material que será utilizado para a exposição.
• A coleta e retirada do material necessário para a realização da “Mostra” é de responsabilidade das Prendas e Peões Regionais, com o apoio da Coordenadoria Regional, através do seu Departamento Cultural.
• No momento da avaliação dos trabalhos expostos, será permitido somente dos peões e prendas designados para aquele momento.
• Em nenhum momento, os espaços da mostra poderão ficar sem a presença de no mínimo dois inscritos pela Coordenadoria, sob pena de desclassificação da Região Tradicionalista, na 15ª Mostra.
• As três Regiões Tradicionalistas que apresentarem os melhores trabalhos, receberão um Troféu Destaque. E as demais receberão um troféu de participação.

Porto Alegre, 07 de Junho de 2014.

Elenir de Fátima Dill Winck Manoelito Carlos Savaris
Vice-Presidente de Cultura Presidente


Iara Vanice Rott Odila Paese Savaris
Diretora de Cultura Interna Diretora de Cursos

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Literatura e tradição em Pelotas


Programa do Litoral à Fronteira

          Neste domingo que passou, as 6h, da manhã, estive na radio Band am, para participar do programa  do Litoral à fronteira, com Jairo Reis. Amanhecido da "V Tertúlia Maçônica", Leo Ribeiro de Souza, estava lá, na parceria do programa. Falamos sobre Acampamento Farroupilha, desfiles, tema deste ano, foi um bate-papo descontraído, que fizeram as horas passarem muito rápido. Valeu a parceria!

Gaúchos comemoram o Brazilian Day, nos Estados Unidos

Revista So Festas (Cleiva) - ‎Comunidade do facebook: EU SOU DO SUL
           Salette Camara, presidente da federação americana da tradição gaúcha (de óculos) foi para a avenida em Nova York, com os demais brasileiros e gaúchos, para comemorar o Brazilian Day, que comemoram há 30 anos nos Estados Unidos. Valeria Shalit, filha do saudoso Barbosa Lessa, estava lá presente.
          Jatir Delazeri, pioneiro do tradicionalismo gaúcho nos Estados Unidos, escreveu em seu facebook: " Você esta sempre carregada de energia do nosso querido Rio Grande. Um grande abraco e um bom domingo a você e a sua amiga do outro lado da bandeira se nao me enganar é a amiga Rosimar"

domingo, 31 de agosto de 2014

Classificados para a final, na inter-regional de Ijuí


Resultado da 5ª Tertulia Maçônica da Poesia Crioula

CATEGORIA MAÇÔNICA

MELHOR TEMA MAÇÔNICO: NO PRINCÍPIO... ESPADA E VERBO
Autor: Moisés Silveira de Menezes
MELHOR AMADRINHADOR: Henrique Arboitte Torrel de Bail
MELHOR DECLAMADOR: Paulo Roberto

1º LUGAR: ENIGMA DOS CERROS 
Autor: José Carlos Andrade Pereira (Curitiba)
Declamador: Paulo Roberto
Amadrinhador: Valdir Verona

2º LUGAR: NO PRINCÍPIO... ESPADA E VERBO
Autor: Moisés Silveira de Menezes (São Pedro do Sul)
Declamador: Leandro Araújo
Amadrinhador: Henrique Arboitte Torrel de Bail

3º LUGAR: UM PEÃO DE OUTRO ORIENTE 
Autor: Luis Lopes de Souza (Passo Fundo)
Declamador: Paulo Ricardo dos Santos
Amadrinhador: Lieverson Perin (Toco Soledade)

CATEGORIA NÃO MAÇÔNICA

MELHOR AMADRINHADOR: Gustavo Campos
MELHOR DECLAMADOR: Romeu Weber

1º LUGAR: A PALAVRA 
Autor: Cristiano Ferreira Pereira (Santana do Livramento)
Declamador: Romeu Weber
Amadrinhador: Cláudio Silveira

2º LUGAR: CERRAÇÃO
Autor: Carlos Omar Villela Gomes (Uruguaiana)
Declamadora: Liliana Cardoso
Amadrinhador: Geraldo Trindade

3º LUGAR: ME ARRENEGUEI 
Autor: Caine Teixeira Garcia (Bagé)
Declamador: Jair Silveira
Amadrinhador: Gustavo Campos

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Santa Maria não fará desfile em 20 de setembro

NOTA OFICIAL DA 13ª RT REFERENTE À NÃO PARTICIPAÇÃO DOS CTG’s DE SANTA MARIA NO DESFILE FARROUPILHA 2014.

Em primeiro lugar a 13ª Região Tradicionalista faz parte da Comissão Executiva da Semana da Pátria e Semana Farroupilha de Santa Maria e continuará fazendo.
Esta nota baseia-se em fatos ocorridos desde a tragédia que enlutou nossa cidade e todo o Brasil e as decisões tomadas pelos Patrões das entidades tradicionalistas de Santa Maria, em encontro municipal realizado na noite de 02 de agosto de 2014, às 19h30min, na sede da Coordenadoria Regional.

Segue abaixo os fatos que foram fundamentais para esta decisão:

A 13ª Região Tradicionalista, com sede em Santa Maria, abrange 17 municípios da região centro do Estado e conta, atualmente, com 88 entidades filiadas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho. Dessas, 42 em Santa Maria.
Temos mais de 13.000 cartões tradicionalista, e mais de 40 mil integrantes em nossas entidades. Primamos pela moral, os bons costumes e pela família, nosso bem maior.
No dia 27 de janeiro de 2013, assim que fomos informados da tragédia que abalou nossa cidade, de imediato colocamos todas as entidades tradicionalistas a disposição dos órgãos públicos. Fomos até o Centro Desportivo Municipal, onde traçamos uma estratégia para apoiar as famílias e amigos das vitimas.
Contamos com o apoio de todos os CTGs, onde muitos foram utilizadas como alojamento e até mesmo para velórios. Com isso cumprimos o que prescreve a nossa carta de princípios no seu Artigo 1º - Auxiliar o Estado na solução dos seus problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo.
Trabalhamos silenciosos, este é o nosso modelo, corpo a corpo dando alento às pessoas enlutadas, vimos e ouvimos os lamentos da sociedade.
Alguns dias, após a tragédia, convocamos um Encontro Regional, onde dentre os assuntos discutimos a situação de nossas entidades, pois sempre cumprimos as leis e somos a favor das coisas certas. Até aquele momento estávamos certos ou achávamos que estava, e daí veio à surpresa.

Tudo o que, para nós estava certo, passou a estar errado!

Vendo a preocupação de nossas entidades, buscamos aos poderes constituídos, formas para que a tradição e a cultura gaúcha não tivesse interrupção em sua caminha histórica. Nunca burlamos e não queremos burlar as leis.

Portanto devemos esclarecer alguns pontos que achamos importantes.
1 – Somos do Movimento Tradicionalista Gaúcho, cultuamos nossas tradições, de pais para filhos no decorrer dos tempos.
2 – Nossas entidades são civis sem fins lucrativos e todos seus integrantes ou dirigentes não recebem salário para desenvolver a cultura e a tradição mais linda do planeta, fazem por acreditar e por amor ao Rio Grande.
3 – Hora, se cultuamos as tradições é evidente que as nossas entidades tem estrutura diferente e com isso não podem ser tratadas da mesma forma que as outras, são galpões rústicos, mas acolhedores e com toda a segurança, e é isso que temos que considerar.
a) As nossas entidades não tem proprietários.
b) Sempre privamos pelo meio ambiente, plantamos, cuidamos e defendemos.
c) Salientamos, não somos empresas, portanto não temos fins lucrativos, somos tradicionalistas e prestamos serviços voluntários em prol de uma tradição.
e) Em nossos eventos não visamos lucros e sim cultuar as tradições, muitas e muitas vezes da prejuízo, prejuízo financeiro porque ganhamos sempre em cultuar nossas origens.
e) Se nossas entidades fecharem as portas não terão recursos para abri-las novamente e hoje temos três entidades interditadas, o CTG Estância do Jarau, o CTG Tropeiro Velho e Ponche Verde CTG, e com certeza teremos mais, pois muitas seus terenos foram doados a mais de 10, 20, 30 ou 50 anos e não era solicitado documentos de propriedade antes do ocorrido e é por isso que estavam com seus alvarás em dia no mês de janeiro de 2013. Agora, terão que se adequarem.
Com esses motivos, comunicamos que nossas entidades devem ser tratadas com isonomia as instituições similares que contribuem em prol da sociedade. Nunca fomos e nunca seremos, boates, danceterias, casas de show, dentre outras.

Após esta explanação vamos aos fatos que levaram a decisão a seguir:

1 – Como foi citado, em fevereiro de 2013 nossas entidades começaram um trabalho de adequação as normas vigentes, pois a partir da tragédia passamos a estar fora das leis, portanto como já dito somos sem fins lucrativos e vivemos de patrocínios ou doações.
2 – Sendo assim todas as entidades procuraram os órgãos detentores destas prerrogativas para se adequarem, mas se depararam com um grande fardo de taxas a serem recolhidas e um grande numero de novos equipamentos que não eram solicitados antes da tragédia, como por exemplo, hidrantes, para-raios, etc.
3 – O Coordenador Regional procurou o Corpo de Bombeiros e o Ministério Público de Santa Maria, onde assumiu em conjunto, normas para que não cessassem nossas entidades de desenvolverem suas atividades e com segurança. Este acordo teria validade para a semana farroupilha de 2013, e dependendo da situação seria tratado caso a caso.
4 – Em razão das entidades serem sem fins lucrativos, as mesmas não possuem planejamento e estrutura para angariar em um curto ou médio espaço de tempo, fundos consideráveis, compatíveis com os custos para adequações estruturais.
5 – Realizamos a semana farroupilha de 2013 para arrecadar alguma quantia em espécie para realizarmos as obras previstas, conforme acordo e não houve nenhum incidente em nossas entidades.
6 – Salientamos que todas as nossa entidades estão imbuídas nesta adequação, mas as vezes o preço é bem elevado e dificulta a realização das mesmas.
7 – Para culminar ou fechar com chave de ouro a semana farroupilha todos são sabedores que realizamos a muitos anos o tradicional desfile tradicionalista, na Av. Medianeira.
8 – Para nossa surpresa alguns dias após o desfile veio ao nosso conhecimento que todos os carros que passarem pela Av. Presidente Vargas durante a concentração ou dispersão foram multados na esquina da rua Duque de Caxias com a Av. Presidente Vargas, por agente de trânsito do município de Santa Maria.
9 – Procuramos o senhor prefeito Cesar Schirmer, que imediatamente determinou ao Secretario de Mobilidade Urbana, Miguel Passini, que nos recebesse em seu gabinete e instruísse como proceder para reverter esta situação e assim o fizemos.
Montamos todos os recursos e não obtivemos exito em nosso proposito, sendo assim as entidades tiveram que arcar com o valor das multas, agravando ainda mais a situação financeira das entidades, alias as multas em si não é o maior problema, pois todos sabemos que nosso desfile temático envolvem veículos, sendo estes emprestados por particulares ou empresas amigas das entidades. Com as multas, deixaram de emprestar os caminhões e camionetes, pois muitas estão com pontos nas carteiras por conta destas multas e com isso tem prejuízo considerável.
Saliento que, diferentemente do carnaval que recebe verbas significativas, afora a estrutura de arquibancadas, som e palanque oficial, nunca tivemos qualquer ajuda de custo por parte da prefeitura para custear o desfile temático em Santa Maria.

Baseado-se nessas situações, onde as entidades ficaram sem seus importantes colaboradores que disponibilizavam os veículos (caminhões/camionetes) para o desfile, e com isso viriam somente com cavalos para a avenida, deixando o restante de seu quadro social na entidade, causando com isso constrangimento aos que lá ficariam, pois as entidades são todo um conjunto, campeiro, artístico, cultural, esportes etc...ficou acordado em apoio a todos os integrantes das entidades que ESTE ANO NÃO TERÁ O DESFILE TRADICIONALISTA EM SANTA MARIA.

Salientamos que somente o desfile foi cancelado. Os demais eventos dos festejos farroupilhas tais como: abertura oficial com distribuição da chama crioula, ronda da chama crioula, eventos nas entidades, etc...estão mantidos.
         
Ildo Wagner
Coordenador da 13ª Região Tradicionalista

“Juntos somos fortes”

Nota de falecimento

          É com grande pesar que comunicamos o falecimento do amigo Luiz Carlos Durante, de Santa Cruz do Sul. O velório será CEMITERIO ECUMENICO DA PAZ ETERNA - Av Deputado Euclydes Nicolau Kliemann, 2501 -B. Vila Nova, a partir das 13:30hrs / Santa Cruz.

          Em seu facebook oficial, o Coordenador da 5ªRT, Luiz Clóvis Vieira, deixou uma mensagem:

          "Caros tradicionalistas da família 5ªRT, hoje com muita tristeza no coração venho aqui informar a perda de um grande amigo, conselheiro e muitas vezes fez papel de pai nas minhas horas difíceis.
          Homem que nunca mediu esforços para cumprir com sua função na RT, este homem muitas noites passou em claro para que todas as entidades estivessem com seus cartões em mãos na hora de suas apresentações ou nos rodeios . Falo do meu amigo Sr LUIZ CARLOS DURANTE, to sem ação nem palavras , ele faleceu na madrugada de hoje, não sei o que dizer nem como confortar sua família, TIA LISETE saiba que ele esta fazendo muita falta a este amigo, seu sorriso suas piadas e seus conselhos. Ele não podia ter feito isso comigo ir em bora sem falar comigo, Que Deus de a ele o melhor lugar e a mais forte luz para que nos ilumine aqui na terra pois ele agora é um anjo e estará sempre ao o nosso lado. DURANTE ONDE ESTIVER VC NUNCA SERA ESQUECIDO. QUE DEUS TE GUARDE BEM AO SEU LADO NO SEU RANCHO".

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Nova gestão do GTC 20 de setembro de Xangri-lá

         Ocorreu no dia 24/08/2014 o resultado da Ciranda Cultural de Prendas e do Entrevero Cultural de Peões do GTC 20 de Setembro. 
        A nova gestão de prendas e peão para 2014/2015 é:

Eduardo Ferreira Brehm - 1º Piá GTC 20 de Setembro 
Lívia Ramos Xavier - 1ª Prenda Mirim GTC 20 de Setembro
Bruna Francke Dumann - 1ª Prenda Juvenil GTC 20 de Setembro
Luana Leticia da Silva Macedo - 2ª Prenda Juvenil GTC 20 de Setembro

Frente a Frente, na TVE, recebe Manoelito Savaris

        O Frente a Frente inicia sua nova temporada recebendo Manoelito Savaris, presidente de uma das entidades mais expressivas e simbólicas do Rio Grande do Sul, o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). O programa, que vai ao ar nesta quinta-feira, 28/8, às 22h, também estreia a sua nova apresentadora: Maria Helena Ruduit.

          Criado em 1966, o MTG dedica-se à preservação, ao resgate e ao desenvolvimento da cultura gaúcha. Na entrevista, Manoelito fala sobre os projetos e desafios da entidade. Manoelito é ex-seminarista, oficial aposentado da Brigada Militar, graduado em história e autor de oito obras literárias, duas com temática tradicionalista.


         Participam do programa como entrevistadores convidados Rosana Orlandi, diretora do Galpão Crioulo, da RBS TV; Jéssica Mello, repórter do Correio do Povo; e João Vicente Ribas, jornalista e mestre em história com pesquisa sobre a identidade do gaúcho.

Lançado o ENART 2014

             Foi na fria noite de 27 de agosto, na Bierhauss, no Parque da Oktoberfest, em Santa Cruz do Sul, que aconteceu o lançamento oficial da 29ª edição do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha.
           Formaram a mesa oficial do evento Manoelito Carlos Savaris, presidente do MTG, Cesar Antonio Cequinato, secretário municipal de desenvolvimento econômico, turismo, ciencia e tecnologia, que representou o prefeito de Santa Cruz do Sul, Telmo Kirst. 
           Também, o vereador Gerson Trevisan, que representou o deputado estadual. Jorge Pozzobom e o presidente da camara de vereadores da cidade. Antonio Pereira dos Santos, presidente  do COMLAZER (Conselho municipal de desenvolvimento do lazer), Benjamin Feltrin Neto, conselheiro vaqueano do MTG e patrono dos festejos farroupilhas do RS, o presidente da comissão executiva do 29° ENART, Jorge Rohr, o coordenador da 5°RT, Luis Clóvis Vieira. Flavio Silva, presidente da ATS,  Flavio Haas, presidente da ASSEMP (Associação de entidades empresariais de Sta. Cruz do Sul), e Léo Schuingel, presidente da 30ª Oktoberfest.
             Jorge Rohr, presidente da comissão executiva do ENART, disse que a equipe já está trabalhando para organizar mais uma edição, já que Santa Cruz faz isso há 18 anos, e que esta, a 19ª edição na cidade, mostra a hospitalidade do povo santa-cruzense para receber o Rio Grande tradicionalista.
             O vereador Gerson Trevisan entregou ao presidente do Movimento Tradicionalista Gaucho, Manoelito Carlos Savaris,  uma cópia da lei estadual Nº 14.578, de 22 de julho de 2014, que incluiu o ENART no calendário oficial de eventos do estado do Rio Grande do Sul, proposta pelo Deputado Jorge Pozzobom. A lei lida pela jovem Bruna Fischborn.
                Já a lei municipal, nº 7.066, de 29 de julho de 2014, declarando o ENART como patrimônio cultural e turístico de Santa. Cruz do Sul, proposta por ele, foi lida pelo jovem Pedro Henrique Feltrin.
            O presidente Manoelito agradeceu a dedicação da comissão executiva para que o ENART chegasse onde chegou, e reiterou a permanência do evento na cidade, ainda mais agora que Santa Cruz estabeleceu uma lei que destaca o festival e mostra sua importância para o município. Savaris fez questão de ressaltar que o ENART volta à sua origem e reúne novamente ATS e 5ªRT, trabalhando juntas para melhorias do evento, além de ter  o presidente da comissão executiva, oriundo da cidade, e com experiencia, como Jorge Rohr, e junto dele, o próprio Armando Clóvis Ghewer. 
          Após os pronunciamentos vários artistas locais mostraram seus talentos enquanto os convidados saboreavam um coquetel típico alemão.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Inter-regional do ENART em Ijuí, neste final de semana

ORDEM DE APRESENTAÇÃO DANÇAS TRADICIONAIS FORÇA "A"

01º GTF Guapos da Agronomia - Passo Fundo 7°RT
02º CTG Sentinela da Querencia - Erechim 19°RT
03º GTCN Velha Carreta - Caxias 25°RT
04º GAN Vaqueanos da Cultura - Soledade 14°RT
05º CTG Heróis Farroupilhas - Caxias 25°RT
06º CTG Recanto dos Tauras - Erechim 19°RT
07º CTG Rancho de Gaudérios - Farroupilha 25°RT
08º CTG Clube Farroupilha - Ijuí 9°RT
09º CTG Campo dos Bugres - Caxias 25°RT
10º CTG Sinuelo - Caxias 25°RT
11º CTG Herdeiros da Tradição - Caxias 25°RT
12º CTG Lalau Miranda - Passo Fundo 7°RT

ORDEM DE APRESENTAÇÃO DANÇAS TRADICIONAIS FORÇA "B"

Manhã
01-CTG Osório de Assis - Fontoura Xavier - 14ªRT
02-CCN Piazito Carreteiro – Ijuí - 9ªRT
03-CTG Paisanos da Tradição - Bento Gonçalves - 11ªRT
04-CTG Trilha Serrana - Carlos Barbosa - 11ªRT
05-CTG Gaudério Serrano - Bento Gonçalves - 11ªRT
06-CTG Última Tropeada – Guaporé - 11ªRT
07-CTG Alexandre Pato - Lagoa Vermelha - 8ªRT
08-CTG Galpão Amigo - Não Me Toque - 7ªRT
09-CTG Os Desgarrados – Guaporé - 11ªRT
10-CTG Júlio de Castilhos-Júlio de Castilhos-9ªRT
11-GF Chão Batido – Ijuí - 9ªRT
12-CTG Laço da Amizade – Casca - 7ªRT

Tarde
13-CTG Querência da Serra - Cruz Alta - 9ªRT
14-CTG Gaspar Silveira Martins – Ajuricaba - 9ªRT
15-CTG Galpão Campeiro – Erechim - 19ªRT
16-CTG Galpão da Saudade - Serafina Corrêia - 11ªRT
17-DT Juvenil - Passo Fundo - 7ªRT
18-GF Chaleira Preta – Ijuí - 9ªRT
19-CTG Tropeiro Velho - Panambi - 9ªRT
20-CTG Pousada do Imigrante - Nova Bassano - 11ªRT
21-DT Industrial - Passo Fundo - 7ªRT
22-GAN Carreta da Liberdade - Fontoura Xavier - 14ªRT
23-CTG Unidos pela Tradição - Carazinho - 7ªRT

24-CTG Felipe Portinho - Marau - 7ªRT

terça-feira, 26 de agosto de 2014

ENART será lançado nesta quarta, dia 27, em Santa Cruz

          A cidade de Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, será palco nesta quarta-feira, dia 27 de agosto, do lançamento do Enart - Encontro de Artes e Tradição Gaúcha, edição 2014. A solenidade acontece a partir das 20h no Parque da Oktoberfest, reunindo autoridades Municipais, do Movimento Tradicionalista Gaúcho (realizadores), e também comunidade.
          O ENART tem como objetivos a divulgação da cultura, a valorização da arte regional, a promoção do intercâmbio cultural entre os participantes e o incentivo ao desenvolvimento de novos talentos. O evento, que acontecerá de 14 a 16 de novembro em Santa Cruz do Sul, conta com o financiamento Pró-cultura RS, Secretaria da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
          O festival deverá mobilizar aproximadamente quatro mil participantes nas modalidades de danças tradicionais forças A e B; chula; gaita; violino ou rabeca; violão; viola; conjunto instrumental; conjunto vocal; solista vocal, trova galponeira; declamação; pajada; causo gauchesco de galpão; e danças gaúchas de salão.
          Durante o evento também acontecerá a 15ª Mostra de Arte e Tradição Gaúcha, onde serão apresentados os trabalhos artísticos e de pesquisa produzidos pelas Prendas e Peões Regionais,  representantes das 30 regiões tradicionalistas. O evento está em sua 29ª edição, integra o calendário artístico-cultural do Movimento Tradicionalista Gaúcho e conta com o apoio da Prefeitura de Santa Cruz do Sul. 

Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG

5ª Tertúlia Maçônica dia 30, no Dante Barone


          No próximo sábado acontece em Porto Alegre a quinta edição do festival Tertúlia Maçônica da Poesia Gaúcha. Um belíssimo festival de poemas inéditos onde serão apresentados no palco 12 trabalhos selecionados. 
         O festival inicia às 20h e vai se dar no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa. O ingresso é 1kg de alimento não perecível ou um agasalho.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Tertúlia no CTG República Riograndense, em Guaiba


Joca Martins e a guerra que não perdemos

Joca Martins lança música em homenagem ao mês farroupilha: “A guerra que não perdemos”

         Às vésperas da maior festa gaúcha – a Semana Farroupilha, o cantor Joca Martins lança a música “A guerra que não perdemos”. A canção é uma parceria do cantor com o irmão Negrinho Martins e composição de Rodrigo Bauer, de São Borja (RS).

         “A guerra que não perdemos” fala da construção da identidade gaúcha e do jeito que o povo rio-grandense vive e enaltece o seu chão.

          Para a gravação, o cantor Joca Martins escolheu um estúdio repleto de história e de tradição gaúcha. Na chácara do gaiteiro Gildinho, líder do conjunto Os Monarcas, em Erechim (RS), o cantor encontrou um belo estúdio e a típica hospitalidade do povo gaúcho.

         “A hospitalidade gaúcha está estampada no mestre Gildinho. E foi em um clima de muita amizade e de boas-vindas que captamos, no estúdio d´Os Monarcas, ´A guerra que não perdemos´”, explica Joca Martins.

          A música pode ser conferida nas rádios também pela internet, no canal de Joca Martins, no YouTube ( http://www.youtube.com/jocamartinsoficial ).

INFORMAÇÕES DE APOIO:

Nome da música: A guerra que não perdemos
Letra: Rodrigo Bauer
Música: Joca Martins / Negrinho Martins
Foto: Petter Campagna (Para divulgação / Em anexo)

         Desde já agradeço pela atenção e pelo apoio na divulgação desta música.

Daiana Silva
Jornalista

Couro de Boi - dos tempos dos "agais"

video

Conheço um velho ditado, que é do tempo dos agais
Diz que um pai trata dez filhos, dez filhos não trata um pai
Sentindo o peso dos anos sem poder mais trabalhar
O velho, peão estradeiro, com seu filho foi morar
O rapaz era casado e a mulher deu de implicar
"Você manda o velho embora, se não quiser que eu vá"
E o rapaz, de coração duro, com seu velho foi falar

Para o senhor se mudar, meu pai eu vim lhe pedir
Hoje aqui da minha casa, o senhor tem que sair
Leve este couro de boi que eu acabei de curtir
Pra lhe servir de coberta aonde o senhor dormir

O pobre velho, calado, pegou o couro e saiu
Seu neto de oito anos que aquela cena assistiu
Correu atrás do avô, seu paletó sacudiu
Metade daquele couro, chorando ele pediu

O velhinho, comovido, pra não ver o neto chorando
Partiu o couro no meio e pro netinho foi dando
O menino chegou em casa, seu pai foi lhe perguntando
Pra que você quer este couro que seu avô ia levando

Disse o menino ao pai: Um dia vou me casar
O senhor vai ficar velho e comigo vai morar
Pode ser que aconteça de nós não se combinar
Essa metade do couro vou dar pro senhor levar

Atenção entidades sem fins lucrativos - CTGs e afins

Entidades tradicionalistas com novas obrigações junto a Receita Federal

Gilberto Silveira, contador, e Firmo Faria, fazem um alerta as entidades tradicionalistas filiadas ao MTG sobre as novas obrigações que já valem este ano.

Um alerta importante aos tradicionalistas que tem inscrição no CNPJ (Receita Federal). Com a publicação da Instrução Normativa 1.420/2013 pela Receita Federal, ficou instituído a obrigatoriedade da apresentação, em formato digital, da escrituração contábil (ECD) de todos os fatos e atos contábeis e financeiros das entidades, ou seja, o que ora era realizado pelas entidades, com apenas elaboração do livro caixa, sendo que não necessitava ser autenticado, apenas arquivado junto com os documentos comprobatórios dos lançamentos, que inclusive, sabe-se que algumas entidades nem esta obrigação cumprem, com esta medida passará a compor a exigência  os livro diário e razão, balancetes e balanços.

A ECD deverá ser transmitida ao Sistema Publico de Escrituração Digital (SPED), a contabilidade deverá ser autenticada por certificado digital (ICP Brasil), os lançamentos com as movimentações tem que ser registrados mensalmente, a partir de 01/01/2014, porém a transmissão poderá ser feita até último dia útil do mês de junho 2015, referente aos fatos geradores de 2014. Segundo Gilberto Silveira, coordenador da 18ªRT, e contabilista, fica a certeza de uma grande repercussão negativa para as entidades principalmente no que tange a custos, pois será necessário contratar um profissional de contabilidade, gerando um novo custo bastante representativo ao orçamento das entidades.

            “Cabe ressaltar que é muito preocupante esta medida em virtude da falta de conhecimento técnico dos tesoureiros e membros das juntas fiscais, pois normalmente os estatutos não exigem qualificação para provimentos dos cargos, além das práticas contábeis não serem utilizadas normalmente, falta de critério quando da efetivação de despesas principalmente relativo aos documentos fiscais, Notas Fiscais, cupom fiscal, recibos, RPA, boletos e outros, as entidades passarão a ter que apresentar documentos idôneos para fins de registros contábeis” – explica Gilberto.

Outra situação é relativa à contratação de prestadores de serviço, que na realidade, hoje, todo e qualquer prestador de serviço, pessoa física, quando contratado por pessoa jurídica é obrigado a entidade  reter quando do pagamento  a alíquota de 11%  do valor do serviço relativo ao  INSS, e  na hora de recolher este tributo ainda tem que recolher  mais 20%  relativo INSS patronal portanto aumentando substancialmente o valor do serviço.
  
Os administradores de entidades mais estruturadas assimilarão mais rápido esta nova exigência, porém as entidades de menor porte , ou cujo o patrão seja despreparado nesta questão, terão muitas dificuldades, podendo a vir a gerar um passivo para a instituição em virtude de multas e infrações fiscais. Cabe ressaltar que as multas pelo não cumprimento desta legislação varia entre R$ 500,00 e R$ 1.500,00 por mês calendário, há de se atentar a Lei de responsabilidade fiscal” – define Silveira, que completa: “Inevitavelmente deverá ser consultado e contratado um contador que será o responsável técnico pela escrituração contábil digital e toda assessoria tributária da entidade”.


Liliane Pappen é presidente da Escola do Chimarrão

Pedro Schwengber (E), ao centro Dr. Oly e Liliane Pappen, vice e presidente, respectivamente
                   Na tarde de sábado, dia 23 de agosto, em Venâncio Aires, foi eleita a diretoria do Instituto Escola do Chimarrão, onde, Liliane Ines Pappen, que era vice-presidente, assumiu o comando do Instituto, ao lado do professor, doutor, Oly Pedrinho Schwingel. Liliane é a mentora do projeto que deu origem a escola, ainda quando prenda regional da 24ªRT, no ano de 1996. Em 1983, Oly se formou em medicina, em Santa Maria, e pleiteava residência em psiquiatria, quando, três anos depois, um acidente de carro, nas proximidades de Santa Cruz do Sul, o deixou com sequelas corporais irreversíveis e permanentemente em cadeira de rodas. Hoje ele é o responsável técnico da escola, acompanhando as pesquisas e novidades na área da erva-mate e seus benefícios para a sociedade.
                 O diretor executivo permanece Pedro Schwengber, conhecido nos eventos pelo Rio Grande do Sul, onde leva o ônibus com as belíssimas exposições de chimarrão. 
                  Em 2004, foi fundada a ONG, INSTITUTO ESCOLA DO CHIMARRÃO, atuando como entidade civil, sem fins lucrativos, desenvolvendo atividades culturais, educacionais e artísticas, cultuando as tradições gaúchas, especialmente na difusão do chimarrão, resgatando-o como hábito cultural e patrimônio dos gaúchos e na pesquisa sobre a erva-mate, além de incrementar o turismo, valorizando o símbolo e título do município de Venâncio Aires como a Capital Nacional do Chimarrão, exercendo importante papel no desenvolvimento cultural, educacional, social e econômico também.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Desafio Farroupilha, amanhã, no Jornal do Almoço


22 de agosto - Dia do Folclore

          No Brasil, em 1951, foi realizado o 1º Congresso Brasileiro de Folclore, que elaborou um documento chamado de a Carta do Folclore Brasileiro, que definiu folclore como o conjunto de maneiras de pensar, sentir e agir de um povo, preservadas pela tradição popular e pela imitação, sendo a cultura material e imaterial, que se origina  espontaneamente no seio do povo. 

          A cultura popular é composta pelas mais diversas manifestações folclóricas, desde danças e brincadeiras, à literatura oral constituída por provérbios, contos, cordéis, canções e à cultura material, com seus utensílios artesanais de utilidade cotidiana, e com a alimentação. Inclui ainda a chamada sabedoria popular, ou seja, conhecimentos comunais sobre o universo, aplicáveis à vida cotidiana, como a medicina popular. É comum que algumas abordagens ressaltem apenas a característica da superstição nas narrativas folclóricas. 

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Programa do Elomir na Tv Tradição

Iniciou no mês março o programa de entrevistas, apresentado por Elomir Malta, como teste ou piloto, pela TV Tradição.
 “Já estamos com quase 20 programas, tendo em vista o sucesso de audiência. Pois todas as segundas feiras as 19 horas pela TV Tradição o nosso programa " A VOZ DA TRADIÇÃO"  nos  acompanhe em nossas entrevistas e nos de sugestões de quem tu gostaria que nós entrevistássemos, em nosso e mail elomirmalta@yahoo.com.br,  nosso programa tende ao estilo do programa do Jô da Rede Globo” – conta Elomir.

Malta é cerimonialista, por prazer e profissão, além de fazer as apresentações para o MTG, ele desenvolve um trabalho na academia de danças de sua esposa. Aposentado do Banco do Brasil, Malta dedicou-se ao que mais gosta de fazer, que é trabalhar na área da comunicação. Realiza palestras nos CTGs pelo Rio Grande do Sul falando sobre esta sua paixão que é falar em público.

Nota de Falecimento

     
        É com muito pesar que comunicamos o falecimento de Oscar Jose dos Anjos Farias, o TETE, irmão de nossos amigos Celso Farias e Carlos Rogério dos Anjos Farias, o Cuca. Faleceu hoje as 13h30min.

         Os Atos Fúnebres estão acontecendo no Cemitério de Belém Novo o enterro será nesta sexta-feira, às 11 horas da manhã. Em Belém Novo.

Julio de Castilhos homenageia seus destaques

          Na manhã do dia 19 de agosto, o poder executivo municipal, da cidade de Júlio de Castilhos – 9ª Região Tradicionalista, realizou uma homenagem à personalidades da cidade, entregando um certificado de reconhecimento, com o intuito de valorizar a “cultura catilhense”. No município há várias pessoas que se destacam de uma forma e outra através de seus feitos, valorizando e cultivando nossa história, dentre elas destacaram:

JOÃO PEDRO DOS SANTOS NETO – Vice Coordenador da 9ª Região Tradicionalista, por sua valorosa contribuição na área cultural, destacando-se por sua ampla e dedicada atuação no Movimento; 
GRUPO NATIVISTA FOGO DE CHÃO – CTG Júlio de Castilhos – 9ª Região Tradicionalista. Pelos seus 35 anos de destaque em danças tradicionalistas, representando o Município além fronteiras, deixando os castilhenses orgulhosos a cada apresentação realizada com brilhantismo;
JOSÉ MARCOS MELLO DA SILVA - Por sua ampla contribuição na área cultural do nosso Município, destacando-se regionalmente como trovador;
DARTAGNAN PORTELLA - Por ter interpretado a música “Mais Popular”, da 34ª Coxilha Nativista, de Cruz Alta;
JORGE ALBERTO CARDOSO – Patrão do CTG Júlio de Castilhos – 9ª RT. Por sua contribuição na área cultural do nosso município, destacando-se como incentivador de crianças e jovens no Movimento Tradicionalista;
JOÃO PEDRO SEVERO – 2º Guri Farroupilha da 9ª RT: Por ter conquistado o título, elevando o nome do município, no âmbito regional;
FABIANO TREVISAN DA ROCHA – Peão Farroupilha da 9ª Região Tradicionalista: Por ter conquistado o título, elevando o nome do município, no âmbito regional;
JARIANE TEREZINHA DE OLIVEIRA GOMES – 1ª Prenda da 9ª Região Tradicionalista: Por ter conquistado o título máximo, elevando o nome do município, no âmbito regional;
          A homenagem foi proposta com o intuito de reconhecer esses talentos castilhenses, a exemplo de muitos outros, que brilham e promovem o nome de nosso Município além fronteiras. 
          “A nós, é gratificante sermos reconhecidos pelo poder executivo municipal, pois, além do reconhecimento, temos também o apoio deste, o que eu considero de extrema importância para o município, pois os homenageados possuem um trabalho que entra para a história do município, sempre enriquecendo. E este reconhecimento só nos motiva a trabalhar cada vez mais por nossa cidade” – disse Jariane Gomes, homenageada.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014