quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Viagem ao Rio Grande do Sul, de Auguste Saint Hilaire - Parte XXVIII

Março de 1821 - Auguste de Saint-Hilaire   (Por Jeandro Garcia)

Trato com os índios - preparação da erva-mate - descasos da província

         Na Chácara do administrador de São Lourenço conhece suas plantações e subordinados. Estes elogiam muito o administrador e falam como os índios são bem tratados com consideração, amando-os e tendo o cuidado de nutri-los e vesti-los. Os índios são como crianças, preguiçosos, mas admitem que devem trabalhar, não estimando chefes que os deixam na ociosidade.

          A tarde ao sair para herborizar encontrou no limite da aldeia uma grande plantação de erva-mate, oriunda dos tempos dos jesuítas. Alguns índios estavam dedicados a preparar a erva deste modo: duas cercas, compostas cada uma de três forquilhas, sobre as forquilhas repousa uma vara horizontal, e assim do outro lado, e varas menores interligam as varas maiores, formando uma espécie de mesa chamada carijo.

         Ali perto é feita uma fogueira alongada, com varetas entre os ramos são sapecadas as folhas e raminhos fazendo-os prestar. Depois deste processo transportam para varais onde em seguida acendem novamente o fogo. Depois socando por meio de um pilão e um pequeno saco de couro.

          Os jesuítas não se contentavam com a erva-mate existente na região, faziam então grandes plantações ao redor de suas povoações. Hoje não existem mais mesmo em São Borja, São Nicolau, São Luís e ninguém pensou em renova-las, apesar do grande benefício que traria para a aldeia.

          Em São Miguel conversou longamente com um europeu, que também se queixa dos abusos e do descaso com a província. Com exceção de 300 soldados vindos de Santa Catarina, os soldados daqui lutaram 11 anos e receberam apenas 2 anos e meio de soldo, e uma peça de roupa. Guerrearam as próprias custas, forneceram gado e cavalo sem nunca abandonar as armas e sem nenhum pagamento.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Nesta Terça-feira, 19, só feras como convidados do Identidade Gaúcha #104

Gustavo Brodinho, Jadir Oliveira Filho e Fabinho Nascimento fazendo um Identidade Gaucha #104 Flor de Especial
          Com essas três feras reunidas não tem como ser diferente! Amanhã, 19/02, te liga na Radio Quero-Quero e acompanha o Identidade Gaúcha #104. Vai ser épico! 

       Além dos convidados, ainda tem #RondaInformativa #SentinelaCultural , com os correspondentes Leandro de Araújo, da região metropolitana, Andrea Cavalheiro Rodrigues, da fronteira, Douglas Uilliam Quadros Silva, da serra gaúcha, e a #MEDICINACAMPEIRAEPOVOEIRA, com Severino Moreira, diretamente de Candiota. 

Vem aí o 20º Rodeio Crioulo de Nova Bassano - CTG Pousada do Imigrante




domingo, 17 de fevereiro de 2019

Encontro Nacional da Juventude Tradicionalista - Dias 6 e 7 de abril, em Chapecó/SC








Nota de Falecimento - Eduardo Pacheco

           É com muito pesar e uma grande tristeza no coração que comunicamos o falecimento precoce do menino Eduardo Pacheco, peão da Invernada Mirim do CTG Ronda Crioula, de São Valentim, onde era o 1º Piazito da entidade. 

          Nas redes sociais  a comoção demonstra a tristeza das pessoas que o conheciam. O fato ocorreu na manhã deste sábado, 16, quando o caminhão em que o menino Eduardo e seu pai, Cristiano Pacheco estavam, capotou na rodovia. Cristiano sofreu ferimentos leves e foi encaminhado ao hospital Santa Cruz, em Pinhão/PR.

          Hoje (domingo) pela manhã, o cantor e compositor Alci Vieira Júnior, enviou um áudio consternado, falando sobre o triste acidente que levou precocemente o pequeno Eduardo, filho da Cátia e do Cristino e, irmão da Carol. Nossas condolências à família e pedimos à Deus Pai que cuide dessa criança que nos deixou tão cedo, que ela encontre seu caminho de Luz.


        Muito triste quando damos noticias como esta. Estraga o dia da gente. Mas sempre nos alerta para cuidados. As orações dos amigos surgem como luz para iluminar o caminho destas crianças que partem cedo. Ontem, partiu também, um primo nosso, mas de causas naturais, pela idade, Vanzer Soares Bastos. Se criou junto com meu saudoso pai. Nosso sentimento de pesar para a familia...


Patronagem da Centenária União Gaúcha realiza a "1ª Live dos 120 anos"

Fonte: Twitter da União Gaucha João Simões Lopes Neto - Ações visam divulgar os 120 anos da entidade
          Na próxima terça-feira, 19, teremos a primeira LIVE e queremos a tua participação interagindo conosco pelo Whatss, Twitter ou Fanpage. Falaremos de vários assuntos, em especial do início do ano do departamento artístico! 

ATS promove a Semana da Paz, de 23 de fevereiro à 1º de março

Fonte: Chasque Gauderio, de Santa Cruz do Sul
       No Brasil, a semana pela paz é comemorada entre os dias  16 e 21 de setembro, por entidades que buscam o "mundo que queremos". Dia Internacional da Paz é celebrado em 21 de Setembro, foi declarado pela ONU em 30 de novembro de 1981. Dia Mundial da Paz, inicialmente chamado simplesmente de Dia da Paz, é comemorado em 1º de janeiro, tendo sido criado pelo papa Paulo VI, em 1967. Mas, desde 1998, o Rio Grande do Sul comemora no período em que foi assinada a Paz de Ponche Verde, que englobe entre os dias 23/02 e 1º/03. 



sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Curso de Danças Gauchas de Salão, em Alvorada, com Cristiano Silveira


Léo Ribeiro de Souza recebe honraria do Exército Brasileiro

             Aposentado há três anos, como analista de finanças da Controladoria Geral da União (CGU) lotado no Ministério da Defesa, o poeta, compositor, artista plástico e advogado, Léo Ribeiro de Souza recebeu a Medalha do Sesquicentenário do Conflito da Tríplice Aliança (Guerra do Paraguai 1864 - 1870).

            Essa medalha foi criada no âmbito do Exército Brasileiro com o objetivo de rememorar a Guerra da Tríplice Aliança, sendo oferecida como homenagem e agradecimento aos grandes e relevantes serviços prestados á Força.

           "Agradeço ao Coronel Reis e ao Major Villa por esta distinção a minha pessoa dentre centenas de colegas que ombrearam nesta instituição num sinal de que meu labor nestes longos anos não foi em vão. Ao mesmo tempo compartilho tal reconhecimento com todos os meus amigos destes idos tempos de caserna. Muito obrigado!" - Escreveu Léo Ribeiro em seu facebook oficial.


Nota do BLOG: Sabemos que existem "aplausos protocolares". Prêmios entregues à pessoas que, as vezes, não deram contribuição alguma àqueles que estão fazendo a homenagem. Mas no caso de Léo Ribeiro de Souza é merecidíssmo. Dentro de sua humildade presta relevantes serviços aos diversos setores da sociedade, seja no Exército, na Maçonaria, no tradicionalismo, entidades solidárias, enfim, se está homenageado é com a verdade. Com esta condecoração, estamos na primeira fila te aplaudindo, meu irmão. 
        Parabéns também à sua esposa, Mirim Valim de Souza, que sempre esteve ao seu lado, ombreando o sucesso do Léo, principalmente nas horas de maior dificuldade.


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Alunos do CTG Sentinelas da Cascata fazem campanha para ajudar professor

Marioni e Vianei Mello
         Ninguém está livre de ser tomado por algum tipo de doença. O que é possível, é colher os frutos de anos de amizades sinceras e leais, que, quando caímos em convalescênça, temos uma mão amiga para nos segurar. Assim foi com o casal Mariori Fischer e Vianei Mello, que quando precisaram, os amigos estenderam a mão.

       Vianei Portela de Mello é professor de danças tradicionais gaúchas e latino-americanas. Instruiu vários CTGs da região missioneira, espalhando por ela, a cultura gaúcha entre dançarinos de diversas idades.  
       Atua nesse ramo junto de sua esposa há mais de trinta anos, porém atualmente está incapacitado de exercer sua arte por conta de estar passando por um momento delicado de saúde. 
       E como se encontram nestas circunstâncias o casal não pode trabalhar. O tratamento está sendo realizado distante de sua cidade, São Miguel das Missões. Entretanto no momento encontra-se sem renda tendo gasto suas economias em prol do tratamento. Por conta dessa situação, seus alunos do CTG Sentinelas da Cascata, de Roque Gonzales, decidiram através desta vakinha conseguir apoio financeiro para o tratamento de seu tutor.

CONTA PARA FAZER O DEPÓSITO:  
Sicredi Ag. 0307 C.c. 23832-0 Titular: Vianei Portela de Mello     https://www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-vianei

Consulado dos Estados Unidos recebe Mostra “Um Sul de Imagens”, de Eduardo Rocha


         Pela primeira vez desde o início das operações na Capital, em junho de 2017, a sede do Consulado dos Estados Unidos, em Porto Alegre-RS, vai receber uma mostra fotográfica em suas dependências. 

            O fotógrafo gaúcho Eduardo Rocha foi escolhido para levar 20 das obras que compõem “Um Sul de Imagens” e retratam a diversidade de paisagens dos campos do sul do País. A visitação é restrita aos solicitantes de visto para o país americano e permanecerá do dia ‪15 de fevereiro a 15‬ de abril.

             Segundo Mark Hernandez, Chefe de Administração do Consulado Americano, a iniciativa visa valorizar artistas gaúchos e proporcionar uma interação do ambiente com a cultura e hábitos do sul.

             A seleção reúne cenas do cotidiano campeiro interpretadas pelo fotógrafo, que têm nos detalhes e simplicidade o ponto alto das suas obras, além de um olhar apurado de quem traz no sangue a história do Estado. Natural de Dom Pedrito, Eduardo cresceu entre a linha imaginária que divide o Brasil do Uruguai.
Eduardo Rocha com sua mostra no Consulado dos EUA

Universo Gaúcho, na Rádio Quero-Quero, retorna dia 19


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Quarteto Coração de Potro no CTG Gildo de Freitas


Quem ainda não assistiu "A cabeça de Gumercindo Saraiva" pode conferir pela NET

     Não conseguiu ver "A Cabeça de Gumercindo Saraiva" no cinema? Agora você pode fazer isso sem sair de casa! Confira o 5° longa-metragem de Tabajara Ruas, no Net Now

Produção: Walper Ruas Produções 
Distribuição: ELO COMPANY
Ligia Walper | NET 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Os 10 Mandamentos do evento tradicionalista - por Jeandro Garcia

Jeândro Garcia e Ewilin Ayres
1 – Darás um responsável ao teu evento
     TODO E QUALQUER evento deverá ter um responsável, aquele que sabe de tudo e caso não saiba, saberá dizer quem sabe. Distribuirá as funções e não serás o centralizador das obrigações, mas sim o responsável em organiza-las.

2 – Farás o planejamento antecipado
      Planejar sem o tempo necessário para a execução do evento é o mesmo que não planejar nada. Qualquer evento sem planejamento e prazo adequado tende ao fracasso. Dois meses é o mínimo para começar a divulgação de qualquer grande evento, o planejamento deve começar ainda antes deste prazo, especialmente eventos robustos que tenham como finalidade o lucro financeiro.

3 – Honrai o seu objetivo e o caixa sua entidade
     Em tempos de crise é necessário que todos tenham compreensão das dificuldades, se o seu objetivo é ter lucro, procure negociar os melhores valores, mas todos devem lucrar, não explore e nem seja explorado. O risco é o caixa da entidade que banca no final das contas, seja responsável. Planeje de modo que a entidade seja o principal beneficiário. Se há uma real possibilidade de prejuízo, não faça, planeje novamente.

4 – Não exterminará o teu público
     Tempos de dificuldade NÃO significa lucrar mais de quem participa de suas atividades, significa buscar novas alternativas para aumentar este público e lucrar na quantidade. Cobre menos, tenha mais participantes, assim lucre mais com mais ingressos, copa, estacionamento e demais oportunidades. Aumente seu público, não seus preços.

5 – Serás positivo, mas realista
     A primeira pessoa que deve acreditar no evento é o proponente, certifique-se de que terá um bom atrativo, uma data propicia, calcule gastos e possíveis ganhos e veja se possui voluntários para trabalhar e/ou vender ingressos. Com tudo isso em mãos e com muito seja positivo e confiante. Caso não tenha tudo isso disponível, seja realista, aguarde um novo momento.

6- Aceitarás que por vezes “mais” é realmente “mais”
      Para se ganhar dinheiro, tem que investir dinheiro. Invista! O tempo de somente “faixa na frente do CTG” acabou, faça a faixa, impulsione no Facebook, Instagram, panfletos, vídeos e encontre mídias diferenciadas. Mensure e se pergunte: “Se eu gastar R$ 100,00 com isto, tenho que vender pelo menos 5 ingressos de R$ 20,00. Eu consigo?" Se a resposta for “Sim, isso vende certo pelo menos 5 ingressos” não pense duas vezes, faça! Se o empate está garantido, jogue agora para ganhar sem medo.

7- Serás parceiro daqueles que foram teus parceiros
     A crise chegou primeiro em quem produz os eventos e depois nos artistas, fornecedores e prestadores de serviços. Afinal o evento é um só, se passou, não dá mais para correr atrás do prejuízo. Se hoje falta trabalho para quem presta serviço, é porque os produtores de eventos já tiveram o seu prejuízo muito antes destes e agora os promotores estão desestimulados a fazerem novos eventos. Por tanto, agora não esqueça de quem foi prestativo com seus eventos, especialmente quando você estava precisando de bons valores e cooperação na divulgação, pois possivelmente, neste momento, os dois lados estarão em dificuldades, e claro, neste momento vale ser parceiro de quem foi parceiro no tempo que somente você estava precisando de ajuda.

8- Não doarás teu santo lucro em vão
     Evento cheio NÃO é sinal de caixa cheio. Se ao fim do evento todo lucro (ou quase) é entregue para os contratados, pode ter sido tudo em vão. A entidade que promove deve ter lucro, ela merece mais que todos, pois assume todos os riscos. Não faça por fazer ou sem se preocupar se a entidade terá prejuízo, faça para dar certo! Para dar lucro quando visa lucro! Salvo atividades festivas, palestras, culturais ou confraternizações. Não é o momento para eventos só para mostrar pompa, é um momento de resultados efetivos.

9- Honrarás o que propôs
      Se você propôs o evento, abrace e vá até o final, assuma a liderança. Caso não tenha disponibilidade ou capacidade, proponha a alguém a liderança e se ofereça para ajudar no que for necessário.

10 – Garantirás o estoque
       A qualidade e sucesso do evento de hoje é o primeiro passo para o sucesso do próximo. Não deixe faltar bom atendimento, comida e bebidas. Faltar algo é um mau sinal, que leva a crer que nem o promotor estava acreditando no sucesso do evento. Pense o quanto é impactante, de forma ruim, arrumar toda a família, chegar no local, em horário adequado e não ter mais comida. Se for um baile onde esta família se alimentará? No próximo virá para jantar? Virá pelo menos? Possivelmente não.

          Em tempo, tudo que está escrito aqui pode ter exceções, mas não se espelhe em exceções, se espelhe em trabalho suado! E especialmente no que dá certo de fato, sem contar com a sorte, sem ser uma exceção.

7 pecados eventuais

Soberba – Não confunda com confiança ou “ser positivo”, afirmar que tudo vai dar certo sem trabalho duro ou planejamento é soberba. Ser confiante é acreditar nos resultados de algo que será bem executado.

Avareza – Para bons resultados são necessários investimentos adequados, economizar demais trará com certeza um menor público ao evento e insatisfação aos que estiverem presentes. Gostos com divulgação, limpeza e qualidade não são prejuízos, são investimentos

Luxúria – A não ser que a entidade esteja muito bem financeiramente, com um bom capital e todas as contas pagas, bancar com o caixa eventos que originalmente visariam lucro, mas dão prejuízo, é luxúria

Inveja – Se um companheiro ou outra entidade organiza melhor seus eventos, nutra admiração e procure saber de que forma você pode aprender com estes exemplos. Incentive seu colega e dê força a outras entidades, pois quanto mais eventos de tradição em nossa entidade ou cidade, mais público teremos para participar também de nossos eventos.

Gula – Tentar lucrar o máximo possível em um evento é o primeiro passo para não ter lucro algum. Devemos almejar o melhor lucro possível oferecendo, ainda assim, qualidade. Cobrar muito por um ingresso, por bebidas e oferecer refeições de má qualidade pode gerar algum lucro no evento, mas a insatisfação vai afastar este público da sua próxima atividade, até mesmo já da atual.

Ira – Adversidades sempre vão existir, muitos vão dizer que não vai dar certo, talvez até estejam certos se você ou sua entidade não estiverem preparados, por tanto, façam o melhor planejamento, a melhor divulgação e o melhor atendimento. Se ainda assim não der certo, não haverá “ira”, pois fizeram o seu melhor. A verdadeira ira é aquela que brota do sentimento de que podíamos ter feito melhor e não fizemos.

Preguiça – Se você tem, nem faça. Pelo menos compre o ingresso para ajudar.

Jeândro Garcia
#Mandamentos   #Evento

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Nota de falecimento - Luto no Brasil pelo Jornalista Ricardo Boechat

      Lamentamos profundamente a morte do jornalista Ricardo Boechat (1952-2019) que ocorreu de forma 'estúpida', em um acidente de helicóptero, nesta segunda-feira (11), no Rodoanel, em São Paulo. 

     A imprensa e a sociedade brasileira estão em luto pela perda desse excelente profissional que, com dinamismo levava a notícia aos públicos mais diversos, com opiniões fortes e com muita personalidade. 

Boechat, na década de 1990, teve uma coluna diária no "Bom Dia Brasil", na Globo, e também trabalhou no "Jornal da Globo". Foi ainda diretor de jornalismo da Band e teve passagem pelo SBT. Ganhou por três vezes o prêmio ESSO, de jornalismo, um dos maiores premios da categoria, no Brasil.

      Nossa solidariedade à família do piloto e do jornalista, também aos profissionais da Rede Bandeirantes, rádio e televisão, extensivos à classe jornalística, pela triste notícia do acidente que os vitimou.

Vem aí o 3º Encontro Artístico e Cultural do CTG Porteira Velha, de Novo Hamburgo

Enviado por Jurandir Oliveira

Identidade Gaúcha #101 traz noticias do interior do estado e faz entrevistas exclusivas

          O Identidade Gaúcha, programa que tem o DNA da gauchada pelas Rádio Quero-quero ponto Net e pela Acácia Fm 87.9, do CONCEC, que entra em cadeia para retransmitir nosso programa e proporcionar que seja acessado pelo rádio fm, traz Jeandro Garcia e o Evandro Soares, além dos nossos correspondentes do interior, trazendo noticias e diversificando nosso programa.

Dicas para o uso do hífen


Presidente do CEC palestrou sobre Cultura: Identidade e Impacto Social, em Bento Gonçalves

Marco Aurélio Alves, presidente do CEC, palestra na Fundação Casa das Artes, em Bento Gonçalves
           O presidente do Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul, Marco Aurélio Alves palestrou neste sábado (9), na Fundação Casa das Artes, em Bento Gonçalves, durante os Fóruns Setoriais de Cultura, abordando o tema “Cultura: Identidade e Impacto Social”. Visando ampliar o diálogo e fortalecer a participação da sociedade civil dos segmentos artísticos, os Fóruns promoveram o encontro dos objetivos, estratégias e ações que buscam ampliar e aprimorar os mecanismos e gestão das diversas áreas.

           Segundo o presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, Leandro Magnaguagno, a participação nos Fóruns Setoriais de Cultura é um dever de todo agente envolvido nos mais diversos setores culturais da cidade, não apenas de proponentes e produtores, mas todos que fazem parte deste mundo de diversidade.  “Artistas, músicos, dançarinos, escritores, atores, enfim, toda a cadeia produtiva de artes e cultura deve estar presente, discutindo e buscando soluções para a cultura. Com isso nos tornaremos mais capacitados para concorrer aos editais municipais” – disse Magnaguagno.

         O Secretario de Cultura de Bento, Evandro Soares classificou como muito proveitosa a realização dos Fóruns Setoriais de Cultura, destacando a palestra proferida por Marco Aurelio Alves. “Com este diálogo com a sociedade e a comunidade cultural, seguimos construindo as políticas culturais de Bento Gonçalves, planejando ações, de forma transparente, conjunta e democrática” – comemorou Soares.

Leandro Magnaguagno, Marco Aurélio Alves (C) e Evandro Vinicius Manes Soares

Dia do Campeiro - 11 de Fevereiro, homenagem à Maneco Pereira

11 de fevereiro. Data que marca a morte de Maneco Pereira é conhecida como o dia do campeiro. Uma homenagem ao homem que laçava com o pé.

           Manoel Bento Pereira, ou Maneco Pereira, foi o maior laçador que o Rio Grande do Sul conheceu em todos os tempos. Ele nasceu no dia 18 de junho de 1848, no município de Rio Pardo. Ainda criança, foi com a família para a "Estância do Curral de Pedras", no município de Rosário do Sul, onde seu pai trabalhou de capataz.

          O rebanho da fazenda alcançava mais de 42 mil cabeças. Aos 15 anos, "Maneco Pereira" já era o sota-capataz da estância, cargo que antigamente era dado ao peão que mais se destacasse nas lides de campo. Com a morte do pai assumiu a função de capataz.

          É quase incrível o que contam das suas façanhas praticadas em tempos de sua juventude. Tão espetaculares foram esses feitos realizados numa época em que o laço e as boleadeiras faziam exímios manejadores.

          "Maneco Pereira" foi um laçador que tanto pealava e laçava com as mãos como com os pés, e não fazia isso por acaso, bastava advir ocasião. Com o laço nas mãos só não fazia chover. Era como um artista fazendo demonstrações da sua arte, num palco de diversões.

          No dia 11 de fevereiro de 1926 morria "Maneco Pereira", tendo sido sepultado no dia seguinte no Cemitério do Joanico, situado no Batovi. A data ficou marcada e é comemorada, na atualidade, como  o dia do campeiro, em homenagem à ele.

(Fonte: Livro "Maneco Pereira o homem que laçava com 
o pé", de autoria do historiador Osório Santana Figueiredo)

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Seminário Estadual de Prendas acontece dia 09 de março em Giruá

       O Movimento Tradicionalista Gaúcho, por meio da vice-presidência de Cultura, realiza no dia 09 de março o 32º Seminário Estadual de Prendas. O evento acontecerá no CTG Querência Crioula, em Giruá, e terá como tema “Legados de união: fortalecendo os laços através da inclusão social”,

   
   Os objetivos do evento são oportunizar a discussão de temas importantes ao tradicionalismo; propiciar a revelação de projetos de inclusão social realizados no interior das Regiões Tradicionalistas e trazer a realidade do dia a dia para dentro das entidades; incentivar a discussão acerca de como incluir pessoas com necessidades especiais no tradicionalismo organizado e descobrir e incentivar projetos pioneiros no “quesito” inclusão (no sentido de alguns projetos já existem, com conhecimento da existência e do resultado os mesmos poderão ser utilizados como modelo para realizações nas entidades tradicionalistas). O evento também busca estimular a juventude a uma participação mais efetiva no Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG, colaborando na organização e realização de eventos socioculturais e projetos desenvolvidos pelo MTG, mais efetiva e consciente em relação ao compromisso do MTG para com a sociedade.

       Segundo a vice-presidente de cultura, Mirelle de Faria Hugo, a juventude tradicionalista desde os primórdios possui papel fundamental nas atividades, ações e reflexões realizadas no tradicionalismo. Ela cita como exemplo o tema da Gestão de Prendas e Peões 2018/19, “Liberdade, Igualdade e Humanidade: a juventude tradicionalista como agente transformador da sociedade”. “Acreditamos que o diálogo é o melhor caminho para alcançar a plenitude da harmonia e o bem coletivo, incluindo, assim, as minorias”, afirma.

       No evento, será abordada a inclusão social de pessoas com necessidades especiais (surdos, mudos, cegos, cadeirantes, deficiência física em geral…), incentivando a participação, em especial, na Ciranda Cultural de Prendas e no Entrevero Cultural de Peões, em suma, nos concursos culturais.

       No Seminário, o Departamento Cultural de cada Região Tradicionalista deve realizar uma pesquisa sobre ações/projetos realizados com o tema “inclusão social”, buscando evidenciar o resultado positivo deste. E elaborar um relatório por região com as pesquisas e a descrição das atividades em até cinco páginas, também deve conter anexos (imagem e/ou vídeos e/ou reportagens de jornais) que possa descrever o desenvolvimento e o grupo envolvido no projeto. Junto ao relatório deverá ser encaminhada uma autorização da Região Tradicionalista para divulgação do material e das pesquisas.

       A pesquisa deverá ser enviada até 28 de fevereiro de 2019 para o e-mail peoesprendasrs@gmail.com. A comissão organizadora do 32º Seminário Estadual de Prendas escolherá os cinco exemplos mais completos e pertinentes para apresentação e divulgação do trabalho, durante o dia 09 de março, junto ao Seminário Estadual de Prendas, em Giruá/RS, conforme programação oficial.

       As Regiões Tradicionalistas serão informadas até o dia 03 de março de 2019 quanto ao resultado do parecer. É competência das Regiões Tradicionalistas selecionadas levarem o material necessário para apresentação do trabalho. Será disponibilizado notebook, material midiático (data show e tela), microfone e som.
Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG

Seminário de Cultura Campeira acontece dia 16 de março em Xangri-lá

      O Movimento Tradicionalista Gaúcho promove, no dia 16 de março, em Xangrilá, na 23ª Região Tradicionalista, o 20º Seminário de Cultura Campeira. O evento terá como tema “A vida e a lida no campo”, com oficinas das provas campeiras do Entrevero.
       Os tradicionalistas Rodrigo de Moura, Felipe Louzada, Diego Andrade, Charles da Rocha e Marco Antônio Saldanha Jr serão os palestrantes.
       A programação inicia às 14 horas, com recepção e credenciamento. A abertura oficial está prevista para as 15 horas. Às 15h30min acontecerá apresentação dos palestrantes e provas que serão trabalhadas nas oficinas (charque, emalar poncho ou capa, chimarrão, tosa, churrasco, trança, vaca parada, encilha).
       A entrada é franca.
Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG
Cel e Whatsapp: 51 99370 0619

Nota de pesar - Incêndio no "Ninho do Urubu", no RJ

        É com pesar que tomamos conhecimento nesta manhã do incêndio ocorrido no centro de treinamento do Flamengo, "Ninho do Urubu", que ceifou a vida de jovens promessas do futebol brasileiro, que buscavam ali seu grande sonho profissional.

        Consternados, nos solidarizamos com a dor das famílias nesta hora tão difícil. Não se encontra palavras para externar o sentimento então, pedimos a Deus, em orações, que ilumine os caminhos dos que nos deixaram, em busca da paz na casa do Pai.

Reunião define significativos avanços para o II Fórum de Folclore e Culturas Populares

        Aconteceu na tarde dessa quinta-feira, dia 7, uma reunião na sede do Conselho Estadual de Cultura (CEC/RS), com o objetivo de avançar as tratativas na organização do “II Fórum Estadual de Folclore e Culturas Populares”, que ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de junho de 2019, em Ijuí.
  
      Estiveram presentes Paulo de Campos, conselheiro de cultura, Rogério Bastos, responsável pela assessoria dos eventos do CEC, Paula Simon Ribeiro e Ivo Benfatto, conselheiros de cultura e representantes da Comissão Gaúcha de Folclore (CFG), Octávio Souza Capuano, presidente da CGF e Chico Roloff, representante da União das Etnias de Ijuí.

     Durante a reunião, foram definidas a divisão de públicos específicos e eventos a serem distribuídos durante os três dias de Fórum, como abertura, palestras, shows musicais e apresentações em geral, além de possíveis celebrações e homenagens. Para compor as atratividades, também foram levantados vários nomes de possíveis palestrantes, músicos e entidades representantes de cultura e etnias. Na abertura, além da solenidade, deverá ter uma palestra/show sobre trovas, comemorando o centenário de Leovegildo José de Freitas, ou simplesmente, Gildo de Freitas, que nasceu em 19 de junho de 1919.

       Os representantes presentes na reunião foram unânimes na afirmação de que a reunião deu grandes passos em direção a uma bela organização para o II Fórum Estadual de Folclore e Culturas Populares, e expressaram o sentimento de confiança para o sucesso do evento.

Fonte: Equipe de Comunicação
do Conselho Estadual de Cultura
Jornalista responsável pelo evento: 
Rogério Bastos Mtb 16.834

Reunião discute classificação Indicativa com entidades culturais do RS - Seria a volta da censura?

Marco Aurélio Alves - Presidente do CEC
      O presidente do Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul, Marco Aurélio Alves, esteve reunido na manhã de segunda-feira, 4 de fevereiro, com representantes de diversas entidades culturais do Estado para tratar da PL 184 de 2017, que institui a classificação indicativa como obrigatória em qualquer evento cultural. 

      Estiveram presentes Zoravia Bettiol, do Instituto Zoravia Bettiol, Igah Hammad, da ASGADAN, Luis Antonio Martis, da Associação Gaúcha dos Produtores de Audiovisual, Octavio Souza Capuano, da Comissão Gaúcha de Folclore, Lisiane Rabello, Cláu Paranhos, Presidente da Associação de Amigos do Museu Julio de Castilhos, Gaudêncio Fidélis, curador e historiador de arte, e Francisco Marshall, do Coletivo ProsperArte, Luís Antônio Pereira, Associação Artística Cultural da Periferia, José Edil de Lima Alves , da Academia riograndense de Letras, além dos Conselheiros Jorge Luís Stocker, representante do ICOMOS, e Marlise Machado. 

      Durante a reunião, os representantes declararam , em unanimidade, estranhamento a sanção da lei pelo governador Eduardo Leite considerando que a Secretária de cultura solicitou parecer ao Conselho Estadual de Cultura, que foi enviado contendo solicitação de veto a referida lei. 

     Gaudêncio Fidelis acredita no aspecto político da criação da lei e pensa que "o jeito é 'judicializar' " o processo: "Um dos caminhos é encaminhar um pedido de apoio ao Ministério Público. Outro é recorrer ao STF. A proposta de lei faz com que qualquer pessoa responsável pelo evento cultural possa ser criminalizada. Isso é censura." 

      O presidente do Conselho ressaltou a importância que se realizem ações "em nome de todas as entidades presentes para, assim, "encaminhar ao Ministério Público um parecer verificando as medidas legais a serem tomadas objetivando impedir que esta lei traga enormes prejuízos à comunidade cultural.Completou afirmando que ainda essa semana o Conselho e os demais órgãos se organizarão para se manifestarem em defesa da liberdade de expressão e do Estatuto da Criança e do Adolescente. 

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Leandro Berlesi apresentará "A voz da tradição"

         
          Como eu disse, tempos atrás,  “A VOZ DA TRADIÇÃO” não iria se calar. Pois a TV Tradição, traz de volta, agora sob o comando de Leandro Berlesi, o programa que fez sucesso na internet apresentado pelo querido amigo e afilhado, Elomir Malta, que nos deixou ano passado. Leandro Berlesi que já apresentou o Heranças do Sul,  um programa gauchesco no SBT e é um dos grandes músicos do nosso estado.
           Berlesi criou o grupo Beira D'Estrada (antigo Filosofia de Andejo) com Alan da Veiga, Rafael Lopes, Paulo Gomes, fazendo um baita sucesso seu primeiro CD. Subiu nos maiores e melhores palcos de eventos como semana farroupilha do RS, mas o ápice foi classificar a música que deu nome ao grupo, na 32ª Califórnia da Canção Nativa - "Beira D'Estrada" - No mesmo ano em que Luiz Carlos Borges e Vinicius Brum classificaram o 1º tema dos festejos farroupilhas do estado, "Rio Grande Eterno". Exímio compositor, Leandro Berlesi possui centenas de músicas de sua autoria que desfilaram por grandes festivais.

       "Muito honrado com o convite.
       Que eu possa, com o apoio dos amigos, dar continuidade ao belo trabalho deixado pelo mestre Elomir Malta.  Que ecoe por toda a Terra, forte e verdadeira, a nossa Voz da Tradição.
       Aos amigos, que fazem o tradicionalismo acontecer, fica o convite pra um mate, uma prosa buena e a pura arte da nossa gente.
       Saludos de arte e estrada!

Nota do BLOG - Muito bem escolhido o substituto do meu irmão, afilhado e amigo Elomir Malta, espirito evoluído que, ao desencarnar, já tinha sua despedida feita dos mais próximos. Parabéns TV Tradição. Parabéns Leandro Berlesi.

Nota de Falecimento - Leoveral da Encarnação

  É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do tradicionalista Leoveral Goulart Encarnação. 

      Leoveral foi coordenador da 12ª RT, quando esta, ia até Araricá/RS. Participou do Conselho de Ética da 22ª RT, foi secretário do MTG, em 1999 e 2000 (durante a presidência de Jayr Lima) e depois, Vice-presidente de Administração, em 2001, com Manoelito Savaris. Dono de uma bela voz, exerceu a profissão de radialista e cerimonialista. Sempre com sorriso largo e boas piadas para tratar com os amigos.

         O corpo será velado hoje na capela do cemitério, em Parobé/RS. A previsão de chegada é por volta das 19h. "Vai com Deus meu amigo querido. Quantas vezes conversamos e me ajudastes, quebrastes galho... e demos risadas juntos.. Encontro teu caminho de luz"

Programa Identidade Gaúcha #100 terá a presença da Ms. em Turismo, Vanessa Welter


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Alunos do Estúdio Musique, que participaram do The Voice Kids fazem show beneficente

Rafa Martins:

   "É tão legal todos os domingos sentar na frente da televisão e torcer, se emocionar e de longe apoiar as crianças no programa The Voice Kids Brasil, pois bem, nesse próximo domingo dia 10/02 todos os cantores da Estúdio Musique que passaram pelo programa, incluindo a atual participante Luiza Barbosa , estarão realizando um show em Porto Alegre no Boteco Tchê! O melhor de tudo é a causa, toda a renda vai ser destinada para ajudar as pessoas atingidas no desastre de Brumadinho-MG. Então convido os amigos para participar junto com a gente,o ingresso é só R$20 pilinhas e vai ser vendido na hora! Vamos fazer essa força pessoal, vamos ajudar e ainda de quebra curtir esses grandes talentos!"


Está feito o convite. 
Dia 10 de fevereiro, Domingo, as 18h no Boteco Tchê. R$ 20,00 
 Luiza Barbosa - Maria Fernanda Costa - Arthur Seidel - Valentina Roman -  Letícia Roennau - Anna Lira

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Nota de Falecimento - Acidente ceifa a vida de Cleder, Cristiane e Geovana Barbieri

Foto: Divulgação PRF/Perfil Facebook - A pequena Geovana adorava cantar
      Mas um acidente nas estradas. O casal Cleder e Cristiane Barbieri e a filha Geovana morrem em acidente na BR-470, no Vale do Itajaí O carro da família rodou na pista molhada e bateu de frente com um caminhão na pista contrária, no km 182, em Pouso Redondo.

      O acidente aconteceu agora no início da tarde deste domingo e morreram no local do acidente Cleder Barbieri, de 47 anos, que era o condutor do veículo, a esposa Cristiane Jacobsen Barbieri, 44 e a filha Geovana Jacobsen Barbieri, de 10 anos, 1ª Prenda Mirim do CTG Sinuelo da Querencia, de Palmeira das Missões, 17ªRT.

      Milhares de manifestações de pesar e solidariedade nas redes sociais. Pedimos ao Pai Maior que ilumine o caminho desta família em busca do caminho de Luz. Nossa solidariedade àqueles que ficam. Que seus corações recebam o conforto de Cristo.

Luiz Alberto Ibarra completa hoje, 89 anos

Grande oportunidade de estar ao lado de Luiz Alberto Ibarra
          Depois de uma trajetória dedicada às tradições gaúchas e às atividades como agrônomo e jornalista, Luiz Alberto Ibarra, 89 anos, trabalhou na Emater e no extinto Jornal Diário de Notícias. Com a aposentadoria, em 2000, viu-se inquieto, então tomou a decisão de voltar a estudar, encorajado pro Dona Suely, sua esposa e, há 4 anos, entrou para a Fadergs. 

           Quando os tradicionalistas da década de 50 pensaram em organizar um Congresso reunindo as entidades existentes na época, Barbosa Lessa reuniu-se, em 1953, com Sady Scalante, Emílio Rodrigues e Fernando Brokstedt e pensaram em formar uma comissão em que o pioneiro, 35CTG, não ficasse de fora. Então foram convidados os intelectuais mais conceituados daquele momento: Manoelito de Ornellas e Walter Spalding (35CTG), Sady Scalante e Luiz Alberto Ibarra (União Gaúcha) e Emilio Rodrigues (ponche Verde CTG).
Assim, Luiz Alberto Ibarra começou a marcar sua trajetória tradicionalista. 

         Um jornalista, engenheiro Agrônomo com uma vontade muito forte de se formar em direito. Ibarra é fundador da Estancia da Poesia Crioula, do CTG Patrulha do Oeste, de Uruguaiana, e faz parte da Comissão Gaúcha de Folclore. Nosso desejo de muitas felicidades meu amigo.

Em maio, Lajeado será sede da Ciranda Cultural de Prendas do Rio Grande do Sul

O município de Lajeado será a sede da 49ª Ciranda Cultural de Prendas do Rio Grande do Sul no período de 16 a 18 de maio de 2019.