segunda-feira, 18 de junho de 2018

Partenon Literário completa, hoje, seu sesquicentenário - "Vida Longa ao Partenon!"

     A mais antiga entidade literária do Rio Grande do Sul, fundada em 1868,  e que reuniu os nossos maiores intelectuais da época, completa hoje, dia 18, seus 150 anos de fundação. Importante lembrar que o Partenon Literário, além de divulgar suas obras, os trabalhos de seus intelectuais, teve a iniciativa de lutar de peito aberto pela alforria dos escravos e pela implantação da República, sendo precursor do empoderamento da mulher na sociedade. Publicou uma revista que virou referência, criou uma biblioteca volumosa, realizou saraus concorridos e se preocupou muito com o ensino, em uma época de extremo analfabetismo, a ponto de ministrar gratuitamente suas conhecidas aulas noturnas.
     Parabéns guerreiros. Parabéns Benedito Saldanha, presidente desta instituição que ajudou a transformar a imagem do gaúcho que conhecemos hoje. Vida longa ao Partenon!
          
O PARTENON LITERÁRIO DE ONTEM E DE HOJE
Por Benedito Saldanha
Presidente do Partenon
     Prezadas e prezados leitores:

     Inicialmente lhes proponho fazer uma breve viagem no tempo e relembrar que no dia 18 de junho de 1868, numa Porto Alegre em que ainda se sentia os efeitos da Revolução Farroupilha, era criada a Sociedade Partenon Literário, entidade que passou a reunir nomes conhecidos da literatura gaúcha: Apolinário Porto Alegre, Múcio Teixeira, Luciana de Abreu, Caldre e Fião, Amália Figueiroa, Taveira Júnior, Lobo da Costa e outros. Eles se organizaram para editar uma revista mensal, promover saraus, difundir as ideias feministas, fundar uma biblioteca e arrecadar fundos para alforriar escravos, entre tantos feitos.
     148 anos depois, já dia 27 de maio de 2016, esta entidade recebeu a maior condecoração desta 2ª fase – iniciada em 1997 – o Diploma de Honra ao mérito da Câmara Municipal de Porto Alegre, fruto da dedicação do seu corpo social e do incentivo e promoção da leitura. Uma honraria destinada a poucos e que dignifica o papel de dedicação à literatura gaúcha que esta instituição tomou para si desde 2010, quando assumiu sua presidência uma gestão comprometida com a valorização dos sócios e fortalecimento desta sociedade literária.
     Atualmente, esta associação possui 208 sócios, realiza eventos, participa de seminários, divulga seus autores e incentiva a leitura. A Sociedade Partenon Literário se mantém em evidência e disposta a dar sua colaboração para o fomento da cultura no Rio Grande do Sul, sendo uma das ações mais eficientes a publicação deste livro, Vozes do Partenon Literário X. Pois esta entidade continua abraçando seus leitores. Ontem, hoje e sempre.

Nenhum comentário: