sexta-feira, 12 de junho de 2020

Nota de Falecimento - Porca Véia

          Élio da Rosa Xavier - Se chamasse um músico assim, as pessoas não saberiam de quem se tratava. Esse era o nome do artista e um dos maiores acordeonista do estado, Porca Véia. Ele nasceu em Lagoa Vermelha, em março de 1952. Pois hoje, registramos aqui, a passagem deste grande musico regionalista, aos 68 anos. 

          Produtor rural até aos 16 anos, começou sua carreira artística com seis anos de idade por influência da família, onde havia muitos músicos amadores. Fez curso técnico agrícola, quando ganhou o apelido que é tomou lugar de seu nome. Participou de muitos festivais e apresentou-se com Kleiton e Kledir nas melhores casas de espetáculo do Brasil, como o Canecão, do Rio de Janeiro e no Palace, em São Paulo. Foi aluno dos Irmãos Bertussi, que até hoje ele reverencia tocando a música Bertussi nos bailes.

           Com insuficiência renal, fazia seções de hemodiálise três vezes por semana. Fundador do Grupo Cordiona e autor de sucessos como "Lembranças", "De Alma Serrana", "Do Jeito que Deu" e "Gaiteiro Por Demais", Porca Véia possui 21 CDs e 3 DVDs gravados, além de dois discos de ouro. Porca deixa a esposa Claudinéia Bossardi e quatro filhos, além de uma legião de fãs e amigos.

          Nosso profundo sentimento de Pesar e nossa solidariedade à família deste grande músico.

André Acosta, de Herval, postou no Twitter:
"São os velhos mistério da vida
Rebenqueados pelo dia-a-dia
Já cansados de tanta tristeza
Vão em busca de nova alegria..."
Vai entrar no céu dizendo: "gaiteiro por demais eu souuu"


Nenhum comentário: