sábado, 7 de abril de 2018

Jean Piaget, Maria Montessori e Aristóteles no "Seminário Educação e Tradição", em Esteio



           Discutir a tradição e a educação como parceiros na formação de uma sociedade melhor foi o tema do Seminário organizado, na noite de sexta, 6, na Casa de Cultura de Esteio, pela 1ª Prenda da 12ªRT, Alexandra Martins. Para isso, ela levou para palestrar a Conselheira do MTG e Secretaria da Comissão Gaucha de Folclore, Renata de Cássia Moraes Pletz e o Coordenador da 40ªRT e Diretor de Comunicação da CBTG e CITG, Rogério Bastos.

            Renata construiu o pensamento em cima dos documentos basilares do Movimento Tradicionalista Gaúcho, a "Carta de Princípios", de Glaucus Saraiva e a tese, de Barbosa Lessa, "O Sentido e o valor do tradicionalismo", juntamente com o pensamento de Jean Piaget e da italiana Maria Montessori (1870-1952 - primeira mulher a se formar em medicina em seu país e também, pioneira no campo pedagógico ao dar mais ênfase à auto-educação do aluno do que ao papel do professor como fonte de conhecimento) fazendo a ligação educação com o tradicionalismo.
            Rogério Bastos iniciou sua fala discorrendo sobre Aristóteles e a Ética à Nicômaco, onde assume o papel de um pai preocupado com a educação e a felicidade de seu filho, mas muito mais do que isso, tinha a intenção de fazer com que as pessoas refletissem sobre suas ações e coloque a razão acima das paixões, buscando a felicidade individual e coletiva, pois o ser humano é um ser social e suas práticas devem visar o bem comum.
             Iniciando a fala desta forma, lincou com o tradicionalismo e a importância que tem a participação nos CTGs para a vida adulta.  Pois como disse Renata Pletz em sua palestra: "A educação e o tradicionalismo buscam mesmos objetivos que é fazer uma sociedade melhor colocando o individuo a ocupar o seu espaço dentro do coletivo e se sentir protegido, pertencendo ao grupo".
           Ao final do evento, Alexandra Martins entregou para o vereador Luiz Duarte, que acompanhou todas palestras, o projeto: "Tradição e educação: plantando valores, construindo novos horizontes"Neste projeto, ela propõe que, em todas as escolas da rede pública municipal, tenha grupos de danças gaúchas, como modo de inserção da cultura do estado, e ainda, propôs que os professores da rede possam participar de cursos de formação sobre a tradição, a cultura e o folclore gaúcho. 

            "O evento desta noite ficará na lembrança dos que, apesar do momento em que o Brasil se divide em ideologias políticas, puderam mergulhar no universo da educação e do tradicionalismo, sorvendo conhecimento e praticando o verdadeiro sentido do valor do tradicionalismo" - disse Alexandra.

Um comentário:

Isabel Maria Ramos Martins disse...

Palestras ótimas!
Obrigada pela parceria.