sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Shows e bailes no Parque da Harmonia


Data: Show:
7 de Setembro OS PROVINCIANOS
7 de Setembro CRISTIANO QUEVEDO
8 de Setembro MARCO LIMA
9 de Setembro GRUPO FUNDO DE CAMPO
9 de Setembro JOCA MARTINS
10 de Setembro TERTULIA LIVRE
10 de Setembro TERTULIA LIVRE
11 de Setembro DANIEL UCHOA
11 de Setembro DANTE RAMON LEDESMA
12 de Setembro GRUPO RODEIO
13 de Setembro OS BERTUSSI
14 de Setembro O CANCIONEIRO
15 de Setembro ERNESTO NUNES
16 de Setembro AMILTON LIMA
16 de Setembro GAUCHO PACHOLA
17 de Setembro TERTÚLIA LIVRE
17 de Setembro TERTÚLIA LIVRE
18 de Setembro ÉRLON PÉRICLES
19 de Setembro PAULINHO PIRES
19 de Setembro MARCELO OLIVEIRA
20 de Setembro MARCELLO CAMINHA

Bailes
07 de Setembro TCHÊ BARBARIDADE
14 de Setembro OS QUATRO GAÚCHOS E LUIZ MARENCO
15 de Setembro OS PROVINCIANOS E BAITACA
19 de Setembro ECO DO PAMPA E CÉSAR OLIVEIRA E ROGÉRIO MELO

CTG Velha Cambona - Pré estréia

Quando: 23/09/2012
Hora: 19h30min
Onde: CTG Velha Cambona
Rua Garibaldi, Bairro Parque Netto - Portão


Fabrício Polo - Via Facebook
"Olá Rogério! Gostaria de saber se tu podes dar uma força e divulgar a pré-estreia do meu grupo de danças.... Obrigado pela força! Mas, muito mais que isso, obrigado por tudo que tu faz pelo tradicionalismo, procurando trazer ele sempre pro atual, pro novo, inserindo novos meios de comunicação em um meio que necessita muito de uma atualizada. E tu desenvolves isto muito bem.  Obrigado!"

Sabores do Sul - Confraria FIAT

Estivemos tres dias fora, à serviço da Fiat, na confraria sabores do sul, que a The Marketing Store World Wide Latin  America Consulting nos enviou para Brasilia e Recife. Na foto acima, ao lado do grupo Folclore Nativo, de Sorocaba, São Paulo, os autores da musica do CD de Jorge Marino, de Paulista pra Gaúcho.
Fizemos um trabalho sobre a historia do Rio Grande do Sul, indumentaria, lenços e seus nós e o chimarrão. passeamos pela praia da Boa Viagem, em Recife, e fizemos as refeições ao lado da galera do Folclore Nativo.
A equipe, no final do evento em Recife. cansados, mas com a consciência do dever cumprido.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Wilson Tubino lança livro


Os desafios da publicidade na era virtual


Fonte: http://f5.folha.uol.com.br

A internet mudou as regras da propaganda. Habituados a falar sozinhos durante décadas, os anunciantes agora se espantam com as reações instantâneas dos consumidores e correm para entender este admirável mundo novo. E muitas vezes acabam fazendo besteira.

Veja o caso desta montadora de automóveis. Uma moça comprou um carro da marca e descobriu que ele tinha um defeito grave. Tentou trocá-lo e não conseguiu. Tentou várias outras vezes, sempre sem sucesso. Aí criou blog contando suas agruras. Qual foi a resposta da montadora? Processou a moça e conseguiu tirar o blog do ar.

Só que esse "imbróglio" teve tanta repercussão que o estrago foi grande. Eu, por exemplo, jamais comprarei um veículo desse fabricante, porque sei que, se eu reclamar de alguma coisa, eles virão atrás de mim. Multiplique isto milhares de vezes e sinta o tamanho do prejuízo: teria sido muito mais barato darem logo um carro novo para a tal da moça.

Tem também o episódio do músico que despachou sua guitarra num voo de uma grande companhia aérea, só para recebê-la de volta quebrada. O sujeito reclamou, mas foi enrolado pela aerolinha. Então gravou três clipes e postou-os na rede. Não só foi indenizado, como conseguiu que a empresa mudasse seus "policies".

Semana passada, mais um engano do gênero esteve prestes a acontecer aqui no Brasil. A Rela Gina, que produz os palitos Gina, cogitou processar o criador da "Gina Indelicada".

Para quem esteve numa caverna nos últimos dias: a página "Gina Indelicada" surgiu no Facebook no dia 14 de agosto, e em menos de 10 dias já tinha amealhado mais de um milhão de fãs.

Lá, alguém que se passa pela modelo que ilustra as embalagens dos palitos responde sem papas na língua às perguntas dos internautas. Sucesso absoluto.

Para dar uma ideia da dimensão desta façanha, uma grande cadeia de lanchonetes levou mais de um ano para conquistar um milhão de seguidores em sua página na rede social. E isto com farto apoio de propaganda, ao custo de alguns milhões de reais.

Sem gastar um centavo, a marca Gina tornou-se um dos assuntos mais comentados do Brasil. Foi o que fez o pessoal da empresa mudar de ideia: agora querem propor parceria a Ricck Lopes, o garoto de 19 anos por trás da "Indelicada".

Moral da história: para envolver o consumidor, a propaganda precisa cada vez mais entreter o consumidor. E no ambiente virtual, é fundamental que se permita algum tipo de interação: um site não é uma página de revista, que não admite uma resposta imediata.

Mas também há um outro lado. Cooptada pelo fabricante, a "Gina Inelicada" pode perder toda sua graça. O desafio agora é manter os seguidores. Qual a receita para isto? Ninguém sabe. Os desafios que a internet impõe aos publciitários estão apenas começando.


Tony Goes tem 51 anos. Nasceu no Rio de Janeiro mas vive em São Paulo.
 É publicitário em período integral e blogueiro, roteirista e colunista nas horas vagas.
 Escreveu para vários programas de TV e alguns longas-metragens

O amor pela tradição

Ontem, domingo, após ter passado o dia todo no CCN cortando tecidos, e outros costuravam..... enquanto a Invernada adulta ensaiava exaustivamente no salão... entre sarandeios e sapateios, entre maçanicos, balaio, e tantas outras, precebí que tudo isso é muito sinistro. Porquê nós fazemos isso ??? O que nos leva a agirmos dessa maneira ??? Uns fazem muito, outros nem tanto.... Mas todos fazem. Um mutirão de amizade, dedicação, encantamento, perseverança e esperança....
De vez em quando para o serviço porque é hora de preparar o almoço, ou fritar os bolinhos de chuva pra o lanche da tarde...ou pra dar uma espiada no salão e ver a turma toda com o mesmo pique ensaiando pra a tão esperada INTER-REGIONAL em Santa Vitória do Palmar. E digo, com certeza, como é BOM pertencer a essa família sentinela, ningém reclama de nada....ninguém expressa cansaço....ninguém pensa em desistir...Lembro que a mais ou menos 23 anos atrás quando inciei esse trabalho das danças tradicionais nessa entidade, e como instrutora...posso dizer que valeu a pena, porque foi um projeto que nunca mais parou e cada vez mais cresceu... Somos felizes por pequenos atos que realizamos, visando sempre o BEM COMUM ..."TODOS POR UM E UM POR TODOS" ... INVERNADA ADULTA DO CCN SENTINELA DO RIO GRANDE, parabéns por essa dedicação, vocês são guerreiros, raçudos e pra mim são 10...e vamos em frente ....SANTA VITÓRIA DO PALMAR estamos quase chegando...
Por Jussara Senna
Pelo facebook

Enart será lançado dia 29 em Santa Cruz


Grupo Chão de Areia premiado em São Paulo

Duas premiações conquistadas no 34º FEMUPO em Barueri SP: Melhor música na opinião do público e quarto lugar. 

sábado, 25 de agosto de 2012

24 de agosto - 58 ano da morte de Getúlio


1954, manhã de 24 de agosto! A emoção incontrolada, nunca antes tão intensamente vivida, em face da notícia bruta, surpreendente, que chegava pela rádio, informando a morte de Getúlio Vargas, do suicídio praticado com um tiro no peito, em defesa do destino nacional. É a vida do Presidente da República imolada em favor das esperanças e da independência da pátria 

É preciso analisar os primeiros reflexos de seu gesto para o futuro da política brasileira. Getúlio foi um gênio da política por excelência. Como ele próprio afirmou, não havia inimigo que ele não conseguisse transformar em amigo. Inteligente, sedutor, mas frio quando se tratava do cálculo político.

Seu suicídio nunca poderá ser considerado um gesto de desespero, de um político tomado pelo temperamento. Ao contrário, o suicídio sempre fez parte do cálculo político de Getúlio, como uma das possíveis alternativas de superação de um impasse. Foi assim em outras oportunidades históricas como em 30, quando ele saiu do Rio Grande à frente das forças revolucionárias e declarou que se fosse derrotado se mataria; foi assim em 32 quando eclodiu a Revolução Constitucionalista de São Paulo; foi assim em 38, quando sofreu o ataque dos rebeldes integralistas ao Palácio Guanabara.

O suicídio fazia parte de seus cálculos que pareceram fortes os rumores de que a carta-testamento, lida nos microfones da Rádio Nacional pelo ministro da Fazenda Osvaldo Aranha, não teria sido escrita por Getúlio, mas encomendada há mais de um mes a seu secretário, o jornalista Maciel Filho. Com o suicídio, o presidente Getúlio Vargas virou o jogo político. Altamente impopular nos últimos meses, Getúlio evitava sair às ruas no Rio de Janeiro, pois foi vaiado mais de uma vez.

Foi chefe do governo provisório depois da Revolução de 1930, presidente eleito pela Constituinte em 17 de julho de 1934, e ditador entre 10 de novembro de 1937 e 29 de outubro de 1945 quando foi deposto pelos militares. Retornou ao poder eleito pelo voto popular em 31 de janeiro de 1951. Para finalmente se matar na no dia 24 de agosto de 1954, escapando de ser novamente deposto.

Foi Getúlio quem fez a Companhia Siderúrgica Nacional para produzir aço, a Companhia do Vale do Rio Doce para extrair minério, a Petrobrás para explorar petróleo e a Eletrobrás para gerar energia. Foi Getúlio quem criou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e o Banco do Nordeste para financiarem investimentos públicos e privados. Foi Getúlio quem deu às mulheres o direito de voto. Foi ele quem deu aos trabalhadores a legislação que ainda hoje disciplina suas relações com os patrões. E foi ele quem abriu as portas da administração pública para a admissão de funcionários por meio de concurso e do sistema de mérito. Finalmente, foi ele o arquiteto da estrutura política partidária nacional que vigorou no país até o golpe militar de 1964.

Programação do Rodeio do Acampamento Farroupilha


Enart em Santa Vitória não terá transmissão

A Classificatória Inter-regional do ENART, na cidade de Santa Vitória do Palmar, dias 01 e 02 de setembro não terá transmissão ao vivo pela TV Tradição.

Em nota oficial, pelo facebook, a diretoria comunicou que não estará transmitindo esta inter-regional:

"Amigos, informamos que não haverá transmissão ao vivo e tão pouco filmaremos este evento. Nós fomos informados das dificuldades financeiras e da impossibilidade de arcar com esta despesa. Sentimos muito não estar presente, mas entendemos e nos solidarizamos com a comissão organizadora."

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Shows dos Festejos Farroupilhas


Os Provincianos , Cristiano Quevedo, Marco Lima, Grupo Fundo de Campo, Grupo Rodeio, Joca Martins, Daniel Uchoa, Dante Ramon Ledesma.

Os Bertussi, O Cancioneiro, Ernesto Nunes, Amilton Lima, Gaucho Pachola, Erlon Pèricles, Paulinho Pires, Marcelo caminha e Marcelo Oliveira.

Bailes no Acampamento de Porto Alegre

O que o CTG tem para me oferecer?


Por: Jeandro Garcia
Do Blog do Leo Ribeiro

Buenas! Hoje estamos com este tema que pego emprestado do amigo Rogério Bastos, mas linkando a nossa experiência pessoal (minha prenda e eu) entre tantos CTGs que temos contato, visitamos, observamos ou temos amigos, sendo que agora com o início dos nossos cursos freqüentamos em apenas 2 meses 8 CTGs, mas não se sinta citado, temos relação com no mínimo 15.

Algumas vezes somos questionados sobre qual CTG estamos como sócios, ou “fazemos parte” a resposta é óbvia, “nenhum”! e não por falta de convite, temos convite até para o CTG 35 ao qual nunca nosso grupo deu aula ou vamos freqüentemente. A única vez que fiquei motivado foi quando fui convidado a me associar e ter um lugar no conselho de Vaqueanos, mas até agora isso não progrediu muito. Mas porque eu aceitaria me associar tendo este motivo? Porque foi a única coisa que me ofereceram em todos os convites, foi a única vez que pensei “bom, eu vou pagar e me associar, mas poderei fazer parte e ajudar a entidade”, mas confesso que eu preferia outras promessas, como:

- Associe-se e faça parte da nossa parte cultural, temos cursos em diversas áreas como declamação, poesia, gaita...
- Associe-se e tenha bons descontos em nossos bailes e eventos.
- Associe-se e faça parte da nossa Campeira, fazemos sempre belas cavalgadas.

Então repito a pergunta lá do meu amigo, “O que o seu CTG oferece para que eu me associe?”, e me desculpe os campeões, mas o argumento “nós somos campeões do ENART em 20xx” é até uma ofensa a inteligência de qualquer um que sabe que nunca vai dançar em invernada adulta, além do mais pergunto “e dai?”, as danças tradicionais são lindas, ok, mas e o resto? Vocês me dão descontos? Me propiciam um ambiente não-competitivo onde eu possa vir com meus amigos e família, pelo simples prazer de cultivar a nossa tradição? Eu gosto da campeira, quando é a próxima cavalgada? Curto um bom baile, quando é o próximo? Terei amigos de verdade aí?

Se o seu CTG tem pelo menos duas atividades dessas a pleno, olha, já está em destaque, mas com certeza o ideal para atrair sócios é ter mais que isso. Como eu já comentei em outro post, deve haver mais empenho, até mesmo em ser gentil com quem freqünta o CTG, por exemplo, com os alunos do Curso de Fandango, os participantes de um baile, de um almoço e depois sim mostrar tudo (ou o possível) que a entidade pode oferecer, criar aquele ambiente de “cultive os valores da tradição gaúcha conosco” e não “somos os melhores, então venha pra cá”.

Muitas vezes observamos grandes invernadas e ao mesmo tempo o CTG vazio em outras áreas, 95% do investimento e atividades dedicados a ela, dançarinos boa parte não-tradicionalistas, casos de atores contratados, integrantes trazidos de muito longe, sem dar chance a quem é da comunidade ou cidade, não é regra geral, mas acontece. Quase R$ 50.000,00 foi investido em uma invernada para apenas um evento este ano, nem era a principal e nem ficou perto de ganhar, nada contra, mas R$ 50 mil meu amigo, eu faço baile o ano todo, coloco 10 mil pessoas dentro do CTG e ainda multiplico esse valor para os cofres da entidade, basta ter força de vontade e estar apoiado por gente competente, mas principalmente, gente que acredite na causa e acredite no CTG em várias instâcias, não apenas uma.

VII SEMINÁRIO DA CULTURA GAÚCHA

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO
DIVISÃO DE GESTÃO DA APRENDIZAGEM
VII SEMINÁRIO DA CULTURA GAÚCHA  
                                                           
                                 Centro de Eventos da Cultura Gaúcha Almir Ramos              
                                               Parque da Harmonia – Porto Alegre
                                                     4 de setembro de 2012

TEMAS:   NOSSAS RIQUEZAS - LUIZ CARLOS BARBOSA LESSA

RESPONSÁVEIS:
Prof. Silvio Rocha – Diretor Pedagógico
Profª- Ester Guareschi Soares – Coordenadora da Gestão da Aprendizagem
Profª - Laureci Catarina Martins Gulart – Assessora da Cultura Gaúcha

PARCERIAS:
Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha - CBTG
Movimento Tradicionalista Gaúcho - MTG
Secretaria Estadual da Cultura - SEDAC
Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore – IGTF
Fundação Cultural Piratini - TVE
Câmara de Vereadores de Porto Alegre                                                                                       

TEMÁRIO: NOSSAS  RIQUEZAS
        Para desenvolver o Temário abordaremos os seguintes aspectos de nosso Estado:

1.      Fauna                 2. Flora                   3. Água                           4. Produção Agrícola
5.      Indústria             6. Comércio            7. Extrativismo                 8. Produção de energia     
9. Cultura
O enfoque será para a vida e a obra de Luiz Carlos Barbosa Lessa,  Ilustre filho desta terra, radialista, pesquisador, roteirista, escritor, contista, jornalista, compositor, executivo de teatro, cinema e televisão, dirigente cultural, sociólogo, um dos fundadores do Movimento Tradicionalista Gaúcho,  considerado “ UM DOS VINTE GAÚCHOS QUE MARCARAM O SÉCULO VINTE “; prestaremos uma homenagem especial neste ano em lembramos os dez anos de sua morte).

OBJETIVO:
Divulgar o Temário dos Festejos Farroupilhas deste ano e oportunizar o conhecimento e o enriquecimento da Cultura Gaúcha,  ressaltando as riquezas naturais do Estado do Rio Grande do Sul e a contribuição de Barbosa  Lessa para a cultura de nosso Estado. 

PROGRAMAÇÃO:
8h30min – Credenciamento
9h – Solenidade de Abertura e Momento Cultural
9h30min – Palestra – Aspectos Pedagógicos do Temário “ Nossas Riquezas “ com
                                        Rogério Bastos – Diretor de Divulgação da CBTG e
                                                                       Assessor de Imprensa do MTG do RS                                                                                                                         
10h 30 min – Coffee  Break
10 h 45 min – Continuação da Palestra
12 h – Almoço ( por conta de cada um )
13 h 30 min - Abertura da Mesa Redonda e  Momento Cultural
 14 h -Mesa Redonda sobre a vida e a obra de Luiz Carlos Barbosa Lessa     
a)Profª Nilza Lessa – Patrona dos Festejos Farroupilhas e Presidente de Honra                        
b)João Carlos D’Avila Paixão Cortês – Lessa e a Cultura Popular do RS                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            
c)Maestro Tasso Rangel – Lessa em São Paulo
d)Rodi Pedro Borghetti – Lessa entre Amigos      
e)Tabajara Ruas – Os outros Lessas          
16 h 15 min – Continuação da Mesa Redonda
17 h 30 min –Confraternização e  Avaliação
18 h – Encerramento 

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

... Tá no ENART? Tá no mundo!


O ano era 1983. Na época existia um alto índice de analfabetismo no RS e no Brasil também. Foi criado o sistema MOBRAL na década de 70 no Brasil. A preocupação dos alfabetizadores era a evasão escolar.. As pessoas não freqüentavam as aulas, pois não tinham um estímulo. Nem merenda era oferecido aos alunos. Assim foram convidados gaiteiros e trovadores que faziam apresentações em rádios para fazerem o mesmo nas salas de aula. Os tradicionalistas aceitaram o desafio e começaram a freqüentar o ambiente escolar semanalmente sem dizer o dia. As aulas voltaram a encher.
O resultado foi tão significativo que varias regiões do estado começaram a adotar a iniciativa. Daí nesse clima surgiu a idéia de fazer uma grande competição entre os CTGs. Com o apoio da 5ª Região Tradicionalista, MTG e IGTF o concurso passa pelos municípios e ganha o estado. Era o Festival Estadual de Arte Popular e Folclore, o MOBRAL. Na época Praxedes Machado e Onésimo Carneiro Duarte estavam a frente do Movimento Tradicionalista. No ano de completar seu jubileu de prata do evento, Onésimo veio a falecer.

O evento foi apresentado ao prefeito de Farroupilha, que assumiu o evento em 1985 e foi denominado FEGART. Festival Gaúcho de Arte e Tradição. Farroupilha sediou o evento por 11 anos. Foi ai que Santa Cruz do Sul entrou na história para fazer história. Na 12ª Edição, em 1997, o então prefeito de Santa Cruz, hoje deputado federal, Sérgio Moraes, apoiou a iniciativa do Movimento Tradicionalista e abriu as portas para o Rio Grande. Em 1999 o FEGART, por uma ação jurídica da prefeitura de Farroupilha, houve uma troca de nomenclatura, e o antigo Festival do MOBRAL e FEGART passou a se denominar ENART, Encontro de Artes e Tradição Gaúcha. Este ano vai para sua 15ª Edição em Santa Cruz. Desde sua origem, no festival do MOBRAL são 35 edições.

2009 vieram grandes novidades: A transmissão via internet e a força B. A criação da força "B" deu a chance para centenas de jovens tradicionalistas que viram nesta modalidade a possibilidade de realizar um velho sonho: ser campeão de danças do ENART.

A pulsação... a adrenalina... a chance, que pensavam nunca ter, de dançar a integração ao lado de veteranos grupos do FEGART, do MOBRAL, do ENART, como um concorrente, de igual para igual... pois é... a força "B" deu esta chance.
Os Pioneiros na transmissão do ENART: Daniel Serafim, Rogério Bastos e Leandro Barbosa. Tá no Enart? Tá no mundo!
Seguem algumas dicas, do professor de Educação Física, Toni Sidi Pereira, que podem ajudar a minimizar os fatores psicológicos da competição:

1. Divisão de tarefas - É a hora em que cada um deve ser responsável por um tipo de função. Coordenadoras, Patrões, carregadores. Nada de sobrecarregar o instrutor.

2. Preparação antecipada - Se a sua equipe estiver pronta, no mínimo, uma hora antes da apresentação, com certeza estará preparada para eventuais problemas de última hora. Não deixe que os pequenos atrasos, ou eventuais esquecimentos aumentem a ansiedade do grupo. Cuidado como calor. Algumas indumentárias são muito quentes, por isso, cuidados com a hidratação e com os efeitos fisiológicos que o aumento da temperatura corporal pode gerar.

3. Aquecimento adequado - Todos sabem que o aquecimento é importante, não só por razões fisiológicas, mas também por motivos psicológicos. O aquecimento ajuda a controlar a ansiedade, melhora a adequação do nível de vigilância, ajuda a manter o dançarino focado, cria uma elevação de nível de ativação emocional.

Nesse aquecimento brincadeiras ajudam. Rezar sempre é bom, mas cuidado com o excesso de emoção tipo reza prolongada. Não leve para o plano espiritual o que é comportamental.

Após o sorteio use o pequeno tempo para uma concentração no que será feito no momento da apresentação, estimulando a concentração e eliminando a insegurança. Relembre as principais cobranças de ensaio e possíveis erros para que não se repitam, mas cuidado como foco, não fique apenas no problema, estimule os pontos fortes.

Mantenha sua equipe sempre motivada. "Superação é ter humildade de aprender como passado, não se conformar com o presente e desafiar o futuro." (Hugo Bethlem)

22 de agosto - Dia do Folclore


A Carta do Folclore Brasileiro, conforme definições da UNESCO, declara que folclore é sinônimo de cultura popular e representa a identidade social de uma comunidade através de suas criações culturais, coletivas ou individuais, e é também uma parte essencial da cultura de cada nação.

Folclore é um gênero de cultura de origem popular, constituído pelos costumes e tradições populares transmitidos através das gerações. Todos os povos possuem suas tradições, crendices e superstições, seus usos e costumes, que se transmitem através de lendas, contos, provérbios, canções, danças, artesanato, jogos, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo. É comemorado no dia 22 de agosto.
Deve-se lembrar que o folclore não é um conhecimento cristalizado, pelo contrário, é dinâmico, embora se enraíze em tradições que podem ter grande antiguidade, mas transforma-se no contato entre culturas distintas, nas migrações, e através dos meios de comunicação onde se inclui recentemente a internet. O povo deve bem administrar sua herança folclórica, sabendo que o progresso e as mudanças que ele provoca podem tanto enriquecer uma cultura como destruí-la para sempre.

O termo folclore (folklore) é um neologismo* que foi criado em 1846 pelo arqueólogo William John Thoms e usado em uma carta endereçada à revista The Athenaeum, de Londres, onde os vocábulos da língua inglesa folk(povo) e lore (saber) foram unidos, significado saber tradicional de um povo. Esse termo passou a ser utilizado então para se referir às tradições, costumes e superstições das classes populares.

Posteriormente, o termo passou a designar toda a cultura nascida principalmente nessas classes, dando ao folclore o status de história não escrita de um povo.

O interesse pelo folclore nasceu entre o fim do século XVIII e o início do século XIX, quando estudiosos como os Irmãos Grimm e Herder iniciaram pesquisas sobre a poesia tradicional na Alemanha e "descobriu-se" a cultura popular como oposta à cultura erudita cultivada pelas elites e pelas instituições oficiais. Logo esse interesse se espalhou por outros países e se ampliou para o estudo de outras formas literárias, músicas, práticas religiosas e outros fatos chamados na época de "antiguidades populares".

*Neologismo - Chama-se de neologismo o processo de criação de novas palavras na língua.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Um pedacinho de Rio Grande na Bahia

 Foi neste final de semana, dias 18 e 19 de agosto, um evento que ficará marcado em minha memória. O 2º Encontro Jovem do Planalto Central, na cidade baiana de Luis Eduardo Magalhães, no maior CTG do Mundo (segundo eles, quiçá, da Bahia). Pelas fotos podemo pensar que eu estava ali em Bagé, no Alegrete, em Itaqui, Santa Maria, mas não, eu estava no nordeste do Brasil (um tanto centro-oeste) ao lado de uma gauchada que cultiva os usos e costumes do povo riograndense.
 O evento contou com uma organização fantástica do departamento cultural, do departamento jovem , com apoio total dos demais departamentos da federação. O Presidente, Antonio Amaro, e sua esposa, Maria das Graças, estiveram permanentemente junto aos jovens, que eles, deram plenos poderes para realizarem o evento. O Departamento esportivo da FTG-PC, através da senhora Loiva Calderan, que também é Diretora de relações internacionais da CBTG, a tesoureira da federação, Muriele Taborda, o Diretor Geral da CBTG, Sr. Wilson Porto, o Diretor Campeiro da CBTG e Vice Presidente da FTG-PC, Antonio Ademar dos Santos (que foi palestrante), também palestrante Rogério Bastos, Diretor de Comunicação e Divulgação da CBTG, Maria das Graças Amaro, Diretora Artística, e o Coordenador da 2ªRT FTG-PC, Diego Fontana.
 A atenção dispensada pelo público que vinha de todos os cantos do Brasil (Tocantins, Goias, Bahia, Brasilia...) era total aos palestrantes, pois logo em seguida às palestras, teve uma gincana de conhecimentos muito bem preparada pela diretora cultural da FTG-PC, Roberta Fontana e pelo Departamento jovem da FTG-PC, Letícia Maria Lucas Pinheiro e Caian Fontana.
 Palestras, dinâmicas, convenção simulada e gincana foram as atividades propostas pelo departamento jovem da Federação, que teve apoio total das demais diretorias que trabalharam junto par ao sucesso do evento.
  O mais gratificante foi ver os ensinamentos dando frutos. Na foto a prendinha Rafaela fazendo os nós de lenço que foram ensinados na palestra. Ela deu nó até em pingo d'agua.
 A presença maciça da diretoria, tanto da FTG-PC quanto da CBTG, mostrou o valor do evento e a importância que teve para a juventude tradicionalista.
 Até uma convenção tradicionalista simulada aconteceu. 
Na foto acima, a Rafinha, espoleta, prestando atenção na palestra pra tirar os ensinamentos e coloca-los em pratica. 

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Chama Crioula abre os festejos farroupilhas


Vanessa Kannenberg
vanessa.kannenberg@zerohora.com.br

A Chama Crioula que vai percorrer todo o Estado foi acesa às 16h45 desta sexta-feira em Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo. Em alusão ao título de Capital Nacional do Chimarrão, o acendimento do fogo que simboliza as tradições farroupilhas foi precedido de uma encenação sobre a lenda da erva-mate.

Um casal de índios, representando uma das versões para a origem do chimarrão, foi responsável por acender o fogo de forma tradicional, no chão. A cerimônia ocorreu na Praça da Matriz, ao lado do monumento dedicado ao acendimento deste ano, e contou com aproximadamente mil cavalarianos e um público de 3 mil pessoas.

Nesta sexta-feira à noite, a partir das 21h, a programação do evento inclui show com Marcello Caminha no Ginásio Poliesportivo. Veja programação completa abaixo.

A distribuição das centelhas de fogo para os representantes das 30 Regiões Tradicionalistas (RTs) do Estado está prevista para este sábado, às 10h, no Parque Nacional do Chimarrão. São eles que espalharão, através de candeeiros, a chama crioula para todas as cidades gaúchas até o dia 20 de setembro. Representantes de CTGs de nove Estados também levarão um pouco do fogo simbólico para os gaúchos espalhados pelo Brasil.

A expectativa da comissão organizadora é que Venâncio Aires receba cerca de 10 mil pessoas durante todo o evento, que inclui, também, o lançamento oficial da Semana Farroupilha 2012 do Estado.


PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO:

7h   Recepção e credenciamento das delegações - Local: Parque Municipal do Chimarrão 
9h   Concentração das delegações em ordem para o recebimento da centelha - Local: Parque Municipal do Chimarrão 
9h45   Apresentações artísticas: A história do processo da erva-mate, finalizando com a dança da música "Roda, roda essa cuia" e Homenagem do Movimento Tradicionalista - Local: Palco Principal - Parque do Chimarrão 
10h   Cerimônia da distribuição da Chama - Distribuição da Chama para as delegações e de bandeiras da campanha "Laçando a Corrupção", pelo Ministério Público - Local: Palco Principal - Parque do Chimarrão 
12h   Almoço para autoridades - Local: Galpão Morada Velha - Parque do Chimarrão 
13h   Início do Seminário Estadual da Juventude Gaúcha - Local: Auditório - Parque do Chimarrão 
20h   Show de talentos regionais - Local: Ginásio Poliesportivo - Parque do Chimarrão
Fonte: Zero Hora/ClicRBS

Vozes Rurais - Domingo tem a volta do Volmir

Domingo dia 19 marca a volta do Volmir Martins para o Programa Vozes Rurais. Mas não tem na BAND, somente no Terra Viva, neste domingo. Por isso as 8h no canal Terra Viva, grupo Chão de Areia e Vino Amaral.
Na semana que vem, dia 26, domingo de Grenal, tem uma trova toda especial entre o Albeni Carmo de Oliveira e o Volmir Martins, além disso Marcelo Oliveira e o Nardel Silva.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Atenção CTGs do RS - Importante


Editais de Pontos de Cultura têm prazo ampliado para 11 de outubro

A secretaria de Estado da Cultura, por meio da Diretoria de Cidadania Cultural, informa que o prazo para inscrições de projetos nos editais de seleção de Pontos de Cultura foi ampliado para o dia 11 de outubro de 2012. A ampliação, que foi publicada no Diário Oficial do Estado em 10 de agosto, objetiva o aprofundamento do processo de democratização das informações acerca dos editais, com a realização de um maior número de oficinas de capacitação de grupos culturais. A meta é que, até o final do período de inscrições, sejam realizadas cerca de 75 oficinas, em todas as 28 regiões do Estado definidas pelos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (COREDEs). Até o momento, já foram realizadas 26 oficinas.

Os editais são produto do convênio firmado com o Ministério da Cultura (MinC), a partir da Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, dentro dos programas Cultura Viva e Mais Cultura. O total de recursos investidos neste convênio chega a R$ 18,13 milhões, contemplando grupos culturais da sociedade civil, sem fins lucrativos, com pelo menos 3 anos de atividades e 3 anos de CNPJ.

No total, serão selecionados 160 projetos culturais. Destes, 100 serão reservados para iniciativas de entidades oriundas de municípios com até 10 mil habitantes, que receberão R$ 60 mil para os próximos três anos (edital SEDAC nº 10 / 2012). Nas cidades com mais de 10 mil habitantes, serão selecionadas 60 propostas para receber R$ 180 mil, em três anos (edital SEDAC nº 11 / 2012). Os editais preveem a seleção de, pelo menos, 6 Pontos de Cultura em cidades de fronteira com Uruguai e Argentina, bem como 16 Pontos de Cultura em Territórios de Paz, no âmbito do programa RS na PAZ.

Ambos os editais estão disponíveis no link www.cultura.rs.gov.br/v2/2012/06/editais-do-rede-rs-de-pontos-de-cultura/
Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 32887520, e-mail pontosdecultura@sedac.rs.gov.br , na fan page http://www.facebook.com/RedeRsPontosDeCultura e no site do programa Cultura Viva / MinC (http://www.cultura.gov.br/culturaviva). As inscrições poderão ser feitas até às 18h do dia 24 de agosto de 2012.

Pontos de Cultura

Os Pontos de Cultura são grupos culturais da sociedade civil que envolvem a comunidade em atividades de arte, cultura e educação, estimulando a criatividade e propiciando o exercício da cidadania pelo reconhecimento da importância da cultura produzida em cada localidade. Funcionarão como instrumentos de pulsão e articulação de ações e projetos já existentes nas comunidades do Rio Grande do Sul.

Bertolini é o grande incentivador da criação de Pontos de Cultura nos CTGs. Hoje somente dois CTGs no RS são.
Depois de selecionadas, as organizações recebem recursos para potencializar suas ações, com a compra de material e contratação de profissionais, entre outras necessidades. O Ponto de Cultura não tem um único modelo – nem de instalações físicas, nem de programação ou atividade. Um aspecto comum a todos é a transversalidade da cultura e a gestão compartilhada entre poder público e comunidade.

São diretrizes fundamentais do programa (e presentes no edital) a gestão participativa, a educação popular, a comunicação comunitária, a economia solidária, a cultura digital, a sustentabilidade ambiental e os Direitos Humanos. Além destas dimensões, a Rede RS de Pontos de Cultura terá como objetivos a promoção da diversidade cultural, o empoderamento, o protagonismo, a autonomia, a articulação em rede (produção colaborativa, compartilhamento de saberes e gestão compartilhada entre sociedade civil e poder público).

Após selecionados, os Pontos de Cultura contarão com inúmeras ações de apoio e acompanhamento, como a realização de seminários anuais de qualificação em assuntos relativos à gestão cultural, oficinas temáticas, prêmios de incentivo ao compartilhamento de tecnologias sociais inovadoras, equipe de assessoramento, uma van contando com equipamentos digitais, audiovisuais e de som, a publicação de cartilhas, revistas, portal virtual, além da realização de encontros de intercâmbio, articulação e mostra de produtos (Teias e outros). 

Me preparando pra viagem

Arrumando as malas, fazendo as postagens para poder embarcar amanha de manhã, cedinho, para Brasilia, onde nos deslocaremos para Luis Eduardo Magalhães na Bahia.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Frase do Dia - Libriano


O Sundae


Numa época em que um sorvete custava muito menos do que hoje, um menino de 10 anos entrou na lanchonete e sentou-se a uma mesa. Uma garçonete colocou um copo de água na frente dele.
-“Quanto custa um sundae?”, ele perguntou.
-“50 centavos”, respondeu a garçonete.
O menino puxou as moedas do bolso e começou a contá-las.
-“Bem, quanto custa o sorvete simples?”, ele perguntou.
A essa altura, mais pessoas estavam esperando por uma mesa e a garçonete, perdendo a paciência.
-“35 centavos”. respondeu ela, de maneira brusca.
O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse:
- “Eu vou querer, então, o sorvete simples”.
A garçonete trouxe o sorvete simples, a conta, colocou na mesa e saiu. O menino acabou o sorvete, pagou a conta no caixa e saiu. Quando a garçonete voltou, ela começou a chorar à medida em que ia limpando mesa pois ali, do lado do prato, havia 15 centavos em moedas, ou seja, o menino não pediu o sundae porque queria que sobrasse a gorjeta da garçonete.

Verso e reverso de um poema


PALESTRA

A Coordenadoria da 30ª RT Do MTG/RS através de seu Departamento Cultural e seu Prendado Regional, gestão 2012/2013 tem a grata satisfação de convida-lo (a). A participar da palestra com o tema:

"A arte da declamação - verso e reverso de um poema"

Palestrante: Sr Luciano Salerno, Compositor, Musico, Declamador
Data: 19 de Agosto de 2012 - Domingo
Local: CTG Porteira Velha – Novo Hamburgo
Horário: 14:00Hrs
Ingresso: 1Kg de Alimento não perecível

Publico Alvo: Patrão e Patronagens  de CTG, Prendas de Faixa, Peões de Crachá, Diretores Culturais, Professores, Tradicionalistas, Comunidade em Geral.
Esta palestra visa qualificar nosso publico alvo na arte e conhecimento da Declamação.

Tem interiorização amanha na 23ªRT


Bodas de Diamante do Provisório


Wilmar Winck de Souza e Terezinha Fruet de Souza, ao celebrar suas Bodas de Diamante, casal reúne familiares e amigos

Foi realizada na noite do dia 21 de julho, tendo por local o Clube Cultural, Recreativo e Esportivo Centenário, em Palmeira das Missões, a celebração das Bodas de Diamante pelo transcurso dos 60 anos de união de Wilmar Winck de Souza e Terezinha Fruet de Souza. Um expressivo número de convidados, entre familiares e amigos, esteve presente na cerimônia, aplaudindo o belo exemplo de companheirismo, de respeito e, principalmente, de amor que o casal demonstra ao completar seis décadas de casamento.

No início da solenidade aconteceu a entrada das filhas e filho do casal, acompanhados dos genros e nora, além dos netos e bisnetos. Em seguida, todos os convidados saudaram Wilmar e Terezinha, que já ao adentrarem o salão de festas perceberam toda a emoção que os aguardava, durante aquela noite, na passagem da importante data. Posteriormente, o padre Leoclides Dallanora realizou uma celebração religiosa, abençoando mais uma vez a união e renovando os votos do casal.

O filho José Edenardo Fruet de Souza, em nome dos demais integrantes da família, fez um agradecimento especial a todos os convidados e expressou seu orgulho, bem como de suas irmãs, ao presenciarem um fato tão singular e tão belo como é a caminhada, ao longo de 60 anos, empreendida por seus pais. Neste momento, o mesmo também fez um breve relato da trajetória do casal, que sempre teve destacada atuação e presença na comunidade palmeirense.

Finalizando a cerimônia, foi apresentada uma canção em homenagem a Wilmar e Terezinha, com letra do secretário municipal de Cultura de Palmeira das Missões, Antonio Leo Rodrigues, melodia de Helton Zanchi e interpretação de Rodrigo Gonçalves, recebendo muitos aplausos de todos. Em seguida, teve início o jantar festivo, com animação da banda tradicionalista Bem Campeiro, vinda especialmente de Ijuí para o evento. A festa se estendeu até praticamente o nascer do sol no dia seguinte.

Crédito das fotos: 
Foto Flash

2º Encontro Cultural de Jovens FTG-PC

Neste final de semana estarei palestrando no 2º Encontro Cultural de Jovens do Planalto Central, em Luis Eduardo Magalhães, na Bahia. São as pessoas que fazem a tradição do Rio Grande do Sul se tornar uma tradição brasileira. Pessoas que merecem nossa atenção e nosso respeito. 18 e 19 de Agosto - CTG Sinuelo dos Gerais

Piá do Sul é tri campeão do JuvENART

O CPF Piá do Sul, de Santa Maria, conquistou pela terceira vez o JuvENART e mostra o excelente trabalho de base executado naquela entidade. Mas o Crioulos do Caverá não deixou barata a vitória do Piá, pois ficou em segundo, com a diferença mínima, na terceira casa decimal (0,001).

Veja  a relação dos vencedores do X JuvENART, em 2012:

1º Lugar -  CPF Piá do Sul - Santa Maria - 13ª RT
2º Lugar -  CTG Crioulos do Caverá - Rosário do Sul - 18ª RT
3º Lugar -  CTG Cel. Chico Borges - Sto. Antonio da Patrulha - 23ª RT
4º Lugar -  DTG Candeeiro Crioulo - Pelotas - 26ª RT
5º Lugar -  CTG Gildo de Freitas - Porto Alegre - 1ª RT
6º Lugar -  CTG Querencia da Serra - 9ª RT
7º Lugar -  CTG Aldeia dos Anjos - Gravataí - 1ª RT
8º Lugar -  CTG Rancho da Saudade - Cachoeirinha - 1ª RT
9º Lugar -  GDF Os Farroupilhas - Santo Angelo - 3ª RT
10º Lugar - CTG Os Farrapos - Pelotas - 26ª RT

sábado, 11 de agosto de 2012

Feliz Dia dos pais...


Quando falamos em Pai, lembramos daquela figura durona que na sua ausência é lembrado como temor para evitar as ações negativas dos filhos. Lembramos também daquele homem e que, com a barba ainda cerrada no rosto, é chamada de desatualizado por não entender das novidades da informática.

Mas o Pai é um ser humano como todos os outros com suas fraquezas, medos, ânsias e esperanças. Meu pai me ensinou que ser Pai é ser humilde quando poderia se exaltar. É aquele que muitas vezes chorou baixinho, longe, para não ser visto, pois muitas vezes com o coração partido, endurece para dar uma sentença como um juiz inflexível. Ensinou-me também que ser Pai é estar ao lado da família, mesmo estando distante na luta do dia-a-dia. É chegar cansado e ter que jogar uma partida de futebol. É encher-se de orgulho ao ver o filho vestindo a camisa do seu clube do coração, Ser Pai é buscar nas noites mal dormidas as respostas para os enigmas da vida para poder transmitir os ensinamentos àqueles que acreditam que ele tem a resposta para tudo.

É normal que desde a maternidade que o menino já seja apresentado com a camiseta do time que já os orienta à arte da competição. Nós homens, passamos a infância e a adolescência provando nossa hombridade. Chorar não nos é possível, pois já diz o velho ditado: “Homem que é homem não chora!”, muito menos expor algo que simbolize fragilidade, sem o risco de, ao não competir sermos vistos como frágeis ou menos homens.

Mas lá estamos nós, pais, adultos que acompanhamos desde o primeiro momento o desenvolvimento de nossos filhos, participando daquilo que as mães chamam de “sentir a vida nascendo dentro de si”. Ser Pai, meus amigos, é sofrer quando o filho esta doente e não poder faltar o trabalho e, prometer que naquele final de semana estará junto e poderá mostrar seu amor e brincar com ele. Ser pai é disputar o espaço que a natureza não lhe deu e poder dar mamadeira pro filho, imitar balbucios bobos, escondendo-se pra não dizer que você está louco.
Mais tarde ser avô... A doce arte divina de ser pai e filho ao mesmo tempo. Também de ser o guardião das “artes” e amigo íntimo dos netos. Confidentes. Enquanto as mães dizem que a namorada não serve para o filho, o pai acha que o namorado nunca é bom o suficiente para sua filha. O pai ensina o filho a ser macho, não chorar e a mãe insiste em educá-lo emotivo. Uma mescla de rudeza e amabilidade. Quantas vezes vibramos e nos emocionamos juntos e nos orgulhamos das conquistas dos filhos e daqueles que amamos?

Quero neste ECO de agosto, mês dos pais, dedicar este espaço todo especial àquele que me deu a vida e parte da sua vida para que chegasse onde cheguei. Aquele que nunca gritou para me dar conselhos, pois foi, com seu exemplo de vida, que mostrou o melhor caminho a ser seguido. Tenho certeza que os leitores desse artigo, identificar-se-ão com cada um destes momentos. Cabe a nós, pais, ensinarmos que, muitas vezes em nossas vidas não chegaremos ao objetivo final traçado no inicio da jornada, mas que ao final de cada etapa existe um novo recomeçar. O teu exemplo pai, será a estrada que teu filho seguirá, pois ser pai não é dar conselhos, mas exemplos de vida.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Lida bruta...

Nesta quinta feira estaremos no CTG Lanceiros da Zona Sul, palestrando sobre o tema: "Falando bem em público". A palestra faz parte de um pacote promovido pelo CTG levando cultura aos seus quadros de invernadas.

Interiorização do MTG sábado no encontro regional da 1ªRT no Lanceiros;

Interiorização do MTG no Parque Osório, 23ªRT, terça, dia 7/08;

Gravação do Programa Vozes Rurais terça e quarta: Porca Véia, Chão de Areia, Zezinho e grupo Cordeona, Gaúcho Pachola, Claudio Medeiros, Vino Amaral...

18/08 - Palestra em Luis Eduardo Magalhães, na Bahia, durante o 2º Encontro Cultural de Jovens do Planalto Central.

Ao voltar à Porto Alegre, estaremos fazendo o Jornal eco da Tradição do mês de Setembro 

Torta de Maçã com Creme


Ingredientes
1 pacote de massa folhada de 300 g
4 maçãs grandes descascadas e fatiadas
3 ovos
1 caixinha de creme de leite de 200 g
3 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de essencia de baunilha
1/2 xícara de geleia de laranja
1 colher de sopa de água
Modo de Preparo
Com a massa folhada forre o fundo e a lateral de uma forma de 26 cm
Distribua as maçãs e reserve
Misture os ovos, o creme de leite, o açúcar e a essência de baunilha
Despeje sobre as maçãs
Leve ao forno pré-aquecido por 40 minutos ou até dourar
Leve ao fogo a geléia com a água até ferver
Retire a torta do forno
Desenforme e cubra com a geléia, sirva morna

Fonte:http://tudogostoso.uol.com.br/receita/89631-torta-de-maca-com-creme.html

Homenagem aos pais


Nosso destino é moldado
Pelas mãos do Criador
Cada pai é um professor
Pro filho ser educado
Quando estão ao nosso lado
Nos sentimos protegidos
Depois dos filhos crescidos
Ensinam seus descendentes
Com conselhos competentes
Dos velhos papais queridos


O que eles nos transmitem
A gente não esquece mais
São trilhas que nos apontam
Registradas nos anais
Felizes os filhos que tem
Junto à eles...seus pais.

Albeni Carmo Oliveira

Como se sofre no mundo
E a saudade é permanente
Feliz é o filho que tem
O pai ao seu lado presente
Só quem já perdeu seu pai
É que sabe a falta que sente
(José Estivalet)

É que sabe a falta que sente
As dores do coração
Deus proteja os pais do mundo
E da nossa imensa nação
Que uma família sem pai
É um carro sem direção
(Volmir Marins)